V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Programa de assistência a idosas é retomado na Unit após dois anos

Após dois anos de pandemia de covid19, o Paimi voltou com força total e está de portas abertas para atender o público.

às 12h46
A coordenadora do Paimi, Zulnara Mota, conta com a ajuda do esposo, Franklin Roosevelt Paixão Mota.
A senhora Iracy Azevedo Figueiredo.
Viviane Silva Barreto, aluna do 7º período do curso de Nutrição.
A discente do 7º período de Nutrição, Eduarda Santos Carregosa.
Compartilhe:

Após uma intensa campanha de vacinação contra a covid19 e a liberação das atividades 100% presenciais nas instituições do Estado, o Programa de Assistência Integral à Melhor Idade (Paimi) da Universidade Tiradentes (Unit) está de volta. As atividades acontecem nas salas 06 e 07 do Bloco C, no campus Farolândia.

Organizado pela professora Zulnara Mota, coordenadora do programa, e seu esposo, Franklin Roosevelt Paixão Mota, o Paimi atua na Unit há mais de duas décadas. Com 60 participantes, o Paimi está de portas abertas para garantir assistência e companheirismo às idosas do conjunto Augusto Franco, no bairro Farolândia, contando com atividades interativas e assistenciais desenvolvidas por vários cursos da universidade.

Durante os dois anos de restrições devido à pandemia, as atividades aconteceram em ambiente online. Segundo Zulnara, mesmo com o estranhamento inicial, foi divertido  desenvolver atividades online. “Mexer com a internet, depois de uma certa idade, é meio confuso e complicado, depende de outras pessoas, mas com jeitinho a gente vai conscientizando as meninas de que em casa elas tem que pedir esse apoio, porque a tendência do mundo é tudo ser através da internet”, diz.

Uma das primeiras atividades realizadas no retorno presencial, foi com alunas do curso de Fisioterapia, auxiliando academicamente os tópicos de reeducação alimentar e orientações nutricionais. A atividade do dia se mostrou um meio de aprimorar os conhecimentos das estudantes, criando experiências que elas vão levar para o mercado de trabalho e para a vida.

Para a discente do 7º período de Nutrição, Eduarda Santos Carregosa, “O projeto de hoje trouxe muitos aprendizados, em relação a respeitar a diversidade alimentar das pessoas, cada um com seus hábitos alimentares e isso vai me ajudar na minha vida profissional. Quando eu entrar no mercado, eu vou saber lidar com as diferentes culturas e os diferentes hábitos alimentares”, afirma.

“Nesses encontros, falamos tanto da nutrição quanto sobre a educação nutricional, e passamos dicas para ter uma melhor qualidade de vida. Nós, futuras profissionais de Nutrição, tentamos passar ao máximo para elas que algumas de suas crenças alimentares não precisam ser estabelecidas e explicamos o porquê. Possivelmente, elas entenderão porque faz mal e ensinarão também outras formas de preparo que não fazem mal e não vão trazer malefício para a saúde”, conta Viviane Silva Barreto, aluna do 7º período do curso, cujas atividades do programa ajudam na pesquisa de seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC): ‘A Importância da Nutrição no Cuidado do Idoso Diabético Tipo 2’.

A volta do programa trouxe muita alegria e felicidade às idosas participantes. A senhora Iracy Azevedo Figueiredo, por exemplo, com 10 anos participando do programa estava muito satisfeita com o retorno. Para ela, o Paimi é mais do que um programa de assistência social, é um meio de deixar a solidão e o marasmo em casa e se divertir com pessoas iguais a ela, sendo tratadas muito bem e recebendo todo o respeito que merecem.

“Nós nos tornamos pessoas muito mais alegres e satisfeitas com a vida. Não ficamos com mau humor. Eu mesma depois que passei a viver neste grupo, é como se fosse uma família. Dividimos as nossas alegrias e tristezas. Conversamos, brincamos, vimos os ensinamentos e somos muito valorizadas. Somos tratadas com dignidade, respeito, amor e carinho entre todas as colegas. A Unit nos deu essa grande satisfação de ter esse grupo, Paimi, para que sejamos pessoas mais felizes e eu me sinto muito feliz aqui”, afirma Iracy.

Programa de Assistência Social à Melhor Idade

O Programa de Assistência Social à Melhor Idade (Paimi) foi criado há 20 anos na Universidade Tiradentes, com o intuito de alegrar e melhorar a vida das idosas que moram no conjunto Augusto Franco/Farolândia.

O programa conta com atividades como dança, aulas de canto e oficinas manuais, com bordados e crochês, que, além de serem atividades divertidas que ajudam terapeuticamente, servem para arrecadar dinheiro para essas idosas. Os cursos da Unit também dão assistência ao programa, cada um com uma atividade específica para entreter e ajudar as senhorinhas.

O curso de Direito, na parte jurídica, auxilia na resolução de problemas como pensão, problemas familiares e assistência jurídica. Os acadêmicos do curso de Biomedicina ofereceram às idosas limpeza de pele. O curso de Fisioterapia, faz atendimento com exercícios e caminhadas individuais e grupais pelo campus. 

O suporte dos acadêmicos do curso de Nutrição, pesquisam o que essas idosas estão se alimentando, como é essa alimentação delas, e aí então orientam do que se deve retirar, para não causar mal à saúde. Os cursos da área de informática dão assistência tecnológica e a Psicologia desenvolve apoio psicossocial. 

O Paimi é aberto a toda comunidade que queira participar, estudantes ou idosas, basta ir nas salas 6 e 7 do Bloco C, no horário das 14h às 16h. Para idosas, existe uma lista de espera. Para alunos que quiserem participar, basta apresentar um projeto ou atividade a ser desenvolvido 

Para mais detalhes, o Paimi possui um perfil no Instagram: @paimi.unit.

 

Por Agnes Giovanna Araujo e João Paulo Olim

 

Leia também: Importância da extensão universitária para a vida do estudante

Compartilhe: