V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Personalidades sergipanas reconhecem a importância da Unit em Bienal

Domingos Pascoal e Ancelmo Gois são algumas das personalidades sergipanas que reconhecem a importância da Unit para o segmento da educação brasileira

às 21h52
Jornalista sergipano Ancelmo Gois comemora sucesso da Unit
Jornalista sergipano Ancelmo Gois comemora sucesso da Unit
Imortal da Academia Sergipana de Letras Domingos Pascoal
Parte da estrutura da 4ªedição Bienal do Livro de Itabaiana
Editora Universitária Tiradentes participou da 4ªedição Bienal do Livro de Itabaiana
Compartilhe:

Como a maior feira do vestibular do Nordeste – Feivest – aconteceu no último sábado, 21, dentro da programação da 4ª Bienal do Livro da cidade de Itabaiana no Shopping Peixoto, alguns grandes nomes sergipanos circularam pelo estande da Universidade Tiradentes.

O imortal da Academia Sergipana de Letras Domingos Pascoal fez questão de registrar o valor cultural que a Unit oferece ao participar da Bienal do Livro de Itabaiana. “Mexer hoje com literatura, leitura e escrita, sabemos que é complicado, mas também não é tão difícil assim. As pessoas dizem que não gostam de ler ou escrever, mas graças a entidades como a Unit e Bienal do Livro, com todo envolvimento cultural que promove, despertando nas pessoas a vontade de fazer, esse movimento todo é para que qualquer um de nós desengavete suas ideias e as publique. Aliás, nunca se publicou tanto em Sergipe quanto agora. Então, a Unit, que é uma empresa sergipana de sucesso, vem exatamente enriquecer o evento por todo incentivo ao conhecimento que promove”, afirma.

Sucesso

Para o jornalista sergipano d’O Globo Ancelmo Gois, saber que a Unit é uma instituição de ensino superior tão reconhecida lhe enche o peito de orgulho genuíno.

“Tenho sentimento de pertencimento total e absoluto pela Universidade Tiradentes, ainda que eu não tenha sido acadêmico. No entanto, quando o professor Uchôa tinha o colégio Tiradentes, onde estudei na época do ginásio (que hoje nem existe mais), fui aluno dele com muito orgulho e carinho. Só posso cultivar uma alegria e satisfação em ver que aquele colégio do centro da cidade, naquele casarão acanhado, é hoje uma universidade poderosa e reconhecida em todo o Nordeste. Sinto-me na arquibancada, na torcida e até meio vitorioso também por tantas conquistas”, comemora.

Compartilhe: