V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Pesquisas feitas com animais são tema de Encontro na Unit


às 15h03
Professora defende controle de qualidade
Milton Amado fala sobre legislação
Público participa de 1º Encontro de Bioterismo
Compartilhe:

Estudantes e profissionais que desenvolvem pesquisas em biotérios participam nesta semana do 1º Encontro de Bioterismo da Universidade Tiradentes – Unit – realizado no Campus Farolândia. Entre os temas tratados na abertura do evento, nesta segunda-feira, 17, estão a capacitação dos que trabalham nesses laboratórios e a legislação vigente no País.

O professor Milton Amado, chefe do Biotério Geral da Universidade Federal de Pelotas, fez a palestra de abertura. Para ele a ciência de biotérios é um dos principais fundamentos para quem faz experiências e ainda será muito utilizada no Brasil, que hoje compete em igualdade com laboratórios internacionais, mas ainda é preciso avanços na legislação. “A lei que está em vigor é a mesma desde 1934, tem termos rebuscados e interpretação dúbia. Por exemplo, essa lei diz que todos os animais são tutelados pelo Estado, mas não especifica quais são os gêneros e por isso até insetos poderiam receber essa tutela”, argumenta.

A organização do evento é da Comissão de Ética do Uso Animal – CEUA/Unit – e de acordo com a coordenadora do órgão, a professora Maria Júlia Nardeli, a ideia surgiu a partir de uma consolidação nacional em prol da qualidade física dos biotérios e da capacitação dos profissionais, pesquisadores e estudantes que desenvolvem atividades nesses locais. “É importante discutir essas questões porque as pesquisas vão ser realizadas com mais segurança. O estresse animal, a segurança e o espaço físico de um biotério podem  comprometer uma pesquisa inteira”, avalia.

Ao longo dos demais dias do evento será possível acompanhar a discussão de temas como o manuseio de animais, práticas de bioterismo e eutanásia.

Fotos – Marcelo Freitas

Compartilhe: