V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Professora recebe certificação internacional em amamentação

Como médica, Izailza Matos, atua nessa frente há mais de 30 anos e como professora de Medicina, dá continuidade incentivando os alunos.

às 11h28
A pediatra e professora da Universidade Tiradentes (Unit), Izailza Matos.
A pediatra e professora da Universidade Tiradentes (Unit), Izailza Matos.
Compartilhe:

A pediatra e professora da Universidade Tiradentes (Unit), Izailza Matos, recebeu a certificação internacional de consultora em aleitamento materno pela International Board of Lactation Consultant Examiners (IBLCE). Juntamente com a médica Débora Leite, Izailza é uma das únicas consultoras com certificação internacional no estado de Sergipe.

Há mais de 30 anos, a médica atua nessa frente para estimular a amamentação e segundo ela, sempre foi seu objetivo como médica. “Receber a certificação como consultora internacional da amamentação é um sentimento que mistura felicidade pela vitória de muitas horas de estudo dedicadas ao título e de muita responsabilidade para manter esse aprendizado diariamente e estar disponível para apoiar as famílias que queiram amamentar seus filhos”, disse.

Como consultora de lactação certificada pelo IBLCE, a pediatra contribui com as equipes de saúde materno-infantil em postos, maternidades, bancos e pontos de coleta de leite e consultórios de amamentação, entre outras atividades. “Também oferecem cuidados  especializados em amamentação, apoiam as famílias, os gestores e a sociedade para aumentar a prevalência do  aleitamento materno e consequentemente reduzir o adoecimento das crianças e a mortalidade infantil no nosso Estado”, explicou Izailza.

Como professora no curso de Medicina da Unit, ela passa para os alunos toda a experiência adquirida em sua carreira em relação ao aleitamento materno.

Amamentação

Segundo a médica, a amamentação traz muitos benefícios para a criança, família e sociedade. A amamentação exclusiva durante seis meses de vida do bebê e mantê-la até os dois anos ou mais, somada a uma dieta complementar saudável previne doenças e até mesmo morte.

“As pesquisas no mundo mostram que as crianças amamentadas morrem menos e adoecem menos quando comparadas às que usam fórmula infantil, independente de ser o país desenvolvido ou não. Crianças que mamam são mais inteligentes, amáveis, resilientes e suas mães apresentam menor incidência de doenças cardiovasculares, anemia pós-parto, depressão pós-parto, maior vínculo com o seu filho. Estimular a amamentação é realizar o sonho de um mundo melhor para todos”, afirmou a pediatra.

IBLCE

O IBLCE é a única referência internacional para certificar profissionais em lactação e cuidados com a amamentação. Ele promove o melhor padrão no manejo clínico da amamentação e  certifica pessoas no mundo que seguem esse modelo.

 

Leia também: Ambulatório de Medicina da Unit realiza atendimentos em diversas especialidades

Compartilhe: