V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Programa de Desenvolvimento da Liderança

Colaboradores com alto potencial para desenvolvimento da liderança do Grupo Tiradentes participaram do PDL

às 20h18
Funcionários do Grupo Tiradentes que apresentaram alto desempenho em suas atividades participaram do Programa de Desenvolvimento da Liderança – PDL – desde agosto. O último módulo aconteceu nesta terça-feira, dia 22, no campus Farolândia. Esse projeto foi desenvolvido pela área de Recursos Humanos do Grupo Tiradentes, em cima das necessidades e da cultura das pessoas, em parceria com as empresas de consultoria LGhisi Gente e Cuca Monde. Equipes de Recife e Maceió também integram as atividades do PDL.
Colaboradores do Grupo Tiradentes fabricam brinquedos
Colaboradores do Grupo Tiradentes fabricam brinquedos
Luiza Ghisi, consultora de desenvolvimento de pessoas
Todos os produtos criados foram doados para ONG Núcleo Comunitário de Ação Social
Rafaela Goulart garantiu aprendizado no PDL
Compartilhe:

O objetivo do programa é desenvolver a liderança das pessoas e trabalhar com suas experiências no processo de desenvolvimento de carreira. Segundo a terapeuta ocupacional, consultora de desenvolvimento de pessoas, Luiza Ghisi, a metodologia se baseou em quatro módulos, pautada em aula expositiva, técnica experiencial e vivencial e atividades ao ar livre. “O último dia fizemos uma fábrica de brinquedos em sala. Ao final da produção, avisamos que tudo seria doado a uma instituição. A intenção do trabalho foi discutir com eles como a ação de um líder chega à comunidade”, coloca.

De acordo com a consultora de recursos humanos do Grupo Tiradentes, Carla Milena Lordelo, o momento serve para gerar uma onda positiva ao desenvolver as pessoas. “O PDL é pensado exatamente para termos líderes a frente do seu tempo. Foi pensado para desenvolver as pessoas que hoje ocupam cargos de liderança ou não. Essas pessoas que estão aqui foram selecionadas a partir de uma avaliação de desempenho, identificadas como alto potencial”, afirma.

“Até chegar aqui, eles passaram pelo desenvolvimento do ‘eu’ como líder, do autoconhecimento, entenderam o processo da liderança da equipe e qual o legado que deixam na instituição em um, dois ou dez anos de trabalho na instituição. Não importa o tempo, mas o legado para a formação de pessoas”, completa a consultora Luiza Ghisi.

A coordenadora administrativa financeiro da Faculdade São Luís, Rafaela Goulart, entendeu que é possível ir além. “Para mim, o primeiro módulo foi muito impactante porque me fez refletir sobre as atuações que temos enquanto líder, se de fato são ideais para cada ocasião ou se podemos melhorar. Temos que saber liderar e ser liderado. É essa a lição que levo daqui”, acredita.

De acordo com o consultor Renzo Barioni, o PDL é estratégico. “Trabalhamos com legado, o que o líder deixará para o próximo, fazendo um link de voluntariado com a doação dos itens produzidos para ONG ao final”, conta.

A instituição que recebeu a doação dos brinquedos confeccionados pelo grupo em Aracaju foi a ONG Núcleo Comunitário de Ação Social, que desenvolve atividades socioeducativas para crianças na cidade sergipana de Nossa Senhora do Socorro.

Compartilhe: