V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Projeto de internacionalização estreita laços com Alemanha


às 19h56
Martin conversa com Rafael
Martin conversa com Rafael
Compartilhe:

O projeto de internacionalização da Unit tem proporcionado a quem dele participa momentos especiais. Enquanto um dos nossos alunos adquire experiências no Kuwait e outro, na Colômbia, o alemão Martin Lenzner desembarca na Unit para um estágio de quatro meses na Coordenação de Relações Internacionais.
Lenzner faz mestrado em Sociologia, Tecnologias, Trabalho e Organizações na Universidade Tecnológica de Chemnitz, localizada na região da Saxônia, na Alemanha, e escolheu a IES sergipana, onde permanecerá durante o período subvencionado por uma bolsa de estudos disponibilizada pelo International Association for the Exchange of Students for Technical Experience – Iaeste.
Para o assessor de Relações Internacionais da Unit, Rafael de Moraes Baldrighi, a presença do acadêmico alemão entre nós tem importância significativa por oferecer seus conhecimentos culturais e técnicos.
“É bom para mostrar para os nossos alunos que a Unit está cada vez mais empenhada em fomentar a internacionalização”, salienta Rafael, que destaca como fortalecimento do projeto de internacionalização a presença no Departamento de Tecnologia de um outro estagiário internacional, de Gjorgji Smilevski, estudante natural da Macedônia.
Em relação ao acadêmico Martin Lenzner, sua principal atividade aponta para a Coordenação de Relações Internacionais e tem como objetivo estreitar as relações entra a instituição sergipana e a Alemanha, buscando inserir a Unit em programas de financiamento da união europeia. Outra atividade desenvolvida pelo estagiário visitante está diretamente relacionada à atualização de documentos e procedimentos para a recepção de estagiários em órgãos internacionais.
“Escolhi o programa da Iaeste por proporcionar a oportunidade de me candidatar a vários países. Após a seleção, optei pelo Brasil pelo desejo de adquirir maiores conhecimentos sobre a América do Sul e sobre novos estilos de vida”, explica o estudante.

Compartilhe: