V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Quais as diferenças entre catapora e monkeypox?

A catapora é causada pelo vírus Varicela-Zoster. Apesar do nome parecido, o vírus causador da monkeypox é o da varíola.

às 12h22
Imagem: Freepik
Imagem: Freepik
Compartilhe:

A monkeypox foi declarada recentemente como emergência global de saúde pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Embora a doença, assim como a catapora, seja transmitida por um vírus e caracterizada principalmente por lesões de pele, há diferenças perceptíveis entre as duas condições.

A catapora é causada pelo vírus Varicela-Zoster. Apesar do nome parecido, o vírus causador da monkeypox é o da varíola, radicado há 50 anos no Brasil. “Os vírus da monkeypox e da catapora são diferentes. Em tese, as doenças causadas pelo vírus da varíola, como a monkeypox, são mais graves”, explica o professor da Universidade Tiradentes (Unit) e infectologista, Matheus Todt.

“Na monkeypox, o quadro é mais intenso. Antes de aparecerem as lesões, as pessoas apresentam dores no corpo, como uma gripe forte, e as lesões aparecem mais rapidamente e em locais limitados. São bolhas nos braços, nas mãos e na região genital. Elas doem, não coçam, e duram entre 15 a 20 dias”, acrescenta. O tempo de duração da catapora é 14 dias e costuma causar febre e lesões que aparecem aos poucos no corpo inteiro.

Diagnóstico

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou, em agosto, o uso imediato e emergencial de 24 kits moleculares para diagnóstico laboratorial da monkeypox. “O ideal é testar sempre que puder. Testando tem como isolar as pessoas. Os 24 mil kits devem ser iniciais para que haja uma real dimensão da doença. Na ausência de testes, todo quadro suspeito deve ser isolado. Isso gera uma superestima de casos”, aponta Todt.

Vacina e erradicação

Como epidemia, a varíola foi erradicada no Brasil e desde 1970 não há fabricação de vacinas contra a doença em todo o mundo. “Apesar da tecnologia existir, há mais de 40 anos não se fabrica vacina contra a varíola. Essa mesma vacina tem proteção de 80% contra a monkeypox”, pontua.

“Esperava-se a vacinação em setembro, mas está atrasada. Teoricamente, seriam vacinados de forma emergencial, profissionais da Saúde, mulheres grávidas e pessoas com problemas de imunidade”, ressalta o professor.

 

Leia também: Cobertura vacinal da população cai e preocupa especialistas

Compartilhe: