V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Reitor recepciona estudantes aprovados em programa de experiência internacional

Nove alunos da Unit foram selecionados para experiência internacional no Programa Clinical Experience Abroad: Clerkship for Medical Students.

às 12h14
Compartilhe:

Nesta quarta-feira, 4, o reitor da Universidade Tiradentes (Unit), Jouberto Uchôa de Mendonça recepcionou os nove estudantes de Medicina aprovados para a primeira turma do Programa Clinical Experience Abroad: Clerkship for Medical Students. Juntamente com outros seis estudantes do Grupo Tiradentes, eles irão cursar atividades de internato durante quatro semanas em Boston (Massachusetts, Estados Unidos).

“Levem uma câmera fotográfica com vocês para documentar todos os bons momentos que tiverem lá. Façam amizades e aproveitem tudo o que irão aprender. Lembrem-se também: vocês estão indo para uma cidade desconhecida, então, tenham cuidado. E no que precisarem, contem sempre comigo e com a Universidade Tiradentes para ajudá-los nessa jornada que com certeza, será maravilhosa”, dirige-se o reitor aos estudantes selecionados.

Para a supervisora de internato da Unit, a professora Dra. Wanessa Lordêlo, a experiência será importante para os internos aprovados. “Todos eles já estão em prática profissional dentro dos espaços de saúde da Unit e agora terão a oportunidade de vivenciar um grande centro que é referência em saúde, inclusive. Conhecerão não só todas as práticas e tecnologias que são desenvolvidas nos locais que visitarão, mas também as linhas de pesquisa e fazer esse networking, vislumbrando o engrandecimento profissional e oportunidades futuras quando logo em breve serão médicos”, diz.

Pertinho de se formar, a estudante Catarina Fagundes Moreira está ansiosa e com altas expectativas para a viagem. “Essa experiência vai ajudar bastante em várias áreas da minha vida, tanto pessoal quanto profissional. Qualquer viagem para fora do Brasil é engrandecedora e essa então, que é para ficar um mês estudando fora. Ter contato com coisas que aqui no Brasil não tenho contato vai ser importante. Vou poder criar contatos e aprender coisas que lá são diferentes”, acredita.

A aluna Juliana Monroy Leite viveu um período intenso de preparação, pesquisando tudo o que podia sobre Boston e as instituições que a turma conhecerá. “Esse foi um mês de preparação mental para absorver o máximo do que for ensinado lá. Como eles lidam com as pessoas, como interagem entre si e com a equipe, que é algo muito importante, para poder trazer para cá uma experiência positiva”, conta.

Para a estudante Débora Silva Pereira, essa é a primeira de muitas experiências que sempre almejou em viver. “Desde o início da graduação eu pretendo fazer algo voltado para o internacional. Então surgiu essa oportunidade de fazer um internato fora e coincidiu com o meu desejo de fazer uma residência médica em cirurgia também fora do País”, conta a futura médica.

O programa

O Programa Clinical Experience Abroad: Clerkship for Medical Students é o resultado da parceria entre o Grupo Tiradentes e a Rede de Clínicas do Cambridge Health Alliance (CHA). Ele é oferecido para discentes regularmente matriculados nos cursos de Medicina da Universidade Tiradentes (Sergipe), do Centro Universitário Tiradentes de Alagoas e da Faculdade Tiradentes de Jaboatão dos Guararapes, objetivando a vivência de internato em Massachusetts, Estados Unidos, para aquisição de novos conhecimentos, competências e habilidades pertinentes à área médica, no exercício pleno do protagonismo estudantil global.

“Os estudantes farão um mês de atividades observacionais junto aos médicos e professores daquela instituição. Eles passarão por hospitais, pela Universidade de Massachusetts (UMass), terão treinamentos em língua estrangeira para aprenderem melhor o vocabulário médico utilizado fora do Brasil. Além disso, terão acesso às bibliotecas, poderão fazer Pesquisa e terão uma grade de horários com diversas atividades”, explica a assessora de relações internacionais do Grupo Tiradentes, Julia Gubert.

Em 2022, serão três turmas. A primeira embarca para Boston em maio, a segunda em setembro e a terceira em outubro, cada uma delas com cinco estudantes aprovados no processo seletivo. Ao final das quatro semanas, eles terão a equivalência do período de internato cursado nos EUA.

Buscando democratizar o acesso à internacionalização, os alunos aprovados receberão uma bolsa de estudos de apoio à experiência internacional. “Todos os aprovados ganham bolsa. Eles são selecionados com uma bolsa de ajuda de custo de R$ 6 mil, pois a instituição entende que é uma forma de incentivo, considerando o custo de vida da cidade. Isso torna o processo mais democrático e traz os estudantes mais para perto das oportunidades que a instituição oferece”, conclui a assessora.

 

Leia também: Mobilidade acadêmica: confira dicas de como conhecer o país em que estudará

Compartilhe: