V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Rondonistas Unit realizam ações sociais no Pará

Através do projeto Rondon, alunos e professores da Universidade Tiradentes desenvolverão durante 15 dias atividades sociais com população de Irituia

às 15h04
Compartilhe:
Alunos de Direito, Nutrição, Medicina, Pedagogia, Educação Física, Enfermagem e Serviço Social participam de Projeto Rondon

Alunos de Direito, Nutrição, Medicina, Pedagogia, Educação Física, Enfermagem e Serviço Social participam de Projeto Rondon no Pará

Pela quinta vez, a Universidade Tiradentes é selecionada para participar do Projeto Rodon 2013, atividade de integração social desenvolvida pelo Ministério da Defesa com a participação voluntária de universitários. Concorrendo com centenas de universidades públicas, privadas e quase mil projetos, a Unit foi a única instituição de Sergipe selecionada para integrar a ação. A missão dos professores e alunos do curso de Direito, Nutrição, Medicina, Pedagogia, Educação Física, Enfermagem e Serviço Social da instituição será na cidade de Irituia no Estado do Pará, onde ficarão de 6 a 22 de julho desenvolvendo trabalhos de cunho social.

Nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira, 5 de julho, os rondonistas embarcaram rumo a missão. Renata Tavares, do 7º período de Medicina, confessa que será uma experiência única. “Estou muito ansiosa e espero que seja uma troca de cultura incrível, porque é uma realidade completamente diferente da que vivemos na universidade. Acredito que todo o grupo está muito receptivo para esta experiência”, afirma a acadêmica. Junto aos outros estudantes da área da Saúde, Renata realizará oficinas sobre DST’s, drogas, saúde do homem, gravidez na adolescência, doenças endêmicas na região e capacitação com agentes comunitários de saúde.

Durante quinze dias, os alunos estarão acompanhados das professoras Ana Célia Góes e Luciana Rodrigues para desenvolverem, além do trabalho na área da Saúde, atividades no âmbito da cultura, direitos humanos, educação e assistência social. “É uma oportunidade imensa de estarmos interagindo com a comunidade, onde eles colocarão em prática o que aprenderam em sala de aula. Este é o momento ao qual estaremos praticando a extensão e contribuindo para a qualidade de vida desta população”, afirma a professora dos cursos de Administração e Tecnológico em Gestão de Recursos Humanos, Luciana Rodrigues. Os rondonistas ficarão instalados na base da Marinha, em Belém, até o próximo domingo, 7 de julho, quando o grupo Unit e as demais delegações do País serão encaminhados para suas missões nas cidades escolhidas.

Marcos Borba apoia participação da filha, Priscilla Mendonça, na ação social

Marcos Borba apoia participação da filha, Priscilla Mendonça, na ação social

O abraço apertado de despedida do Juiz Marcos Borba na sua filha e acadêmica do 7º período de Serviço Social, Priscilla Mendonça, transmite os votos de boa sorte nesta nova experiência na vida da estudante. “Sabemos que é um projeto de referência no País e ficamos muito felizes com a participação dela. Ela ama o curso e, certamente, esta ação é muito importante para ela”, ressalta Marcos Borba.

ACISO

Ao receber a aprovação do trabalho para participar do Projeto Rondon, a Unit ganhou uma vaga para o projeto Ação Cívico-Social (Aciso). A contemplada para preencher a vaga foi a aluna Priscilla Mota Coutinho da Silva. Junto à Marinha do Brasil, a estudante de Medicina do 8º período fará atendimento às populações ribeirinhas do Pará dentro de um navio-hospital, por duas semanas. “Estarei lidando com uma população muito carente, com muitas crianças. Uma situação totalmente diferente da qual estou habituada e vendo doenças que nunca vi. Isto é muito importante para minha prática clínica e um aprendizado como ser humano”, avalia Priscilla.

PROJETO RONDON

Priscilla Coutinho atenderá população ribeirinha do Pará em navio-hospital

Priscilla Coutinho atenderá população ribeirinha do Pará em navio-hospital

O projeto Rodon está dividido em dois conjuntos, A e B. O Ministério da Defesa envia uma relação das cidades e os autores do projeto fazem uma pesquisa sobre quais as necessidades daquela determinada região, geralmente escolhida por ter Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) baixo. Selecionada no conjunto A, os representantes da Universidade Tiradentes desenvolverão 160 horas de trabalhos ininterruptos. Dentre as atividades realizadas em Irituia, com 31.382 habitantes e um IDH em torno de 0,674, os estudantes desenvolverão oficinas, minicursos, capacitações, fóruns e jornadas pedagógicas.

Pela quarta vez, a assistente social e professora autora do projeto na Unit, Ana Célia Góes, participa da missão. Após uma visita prévia para discutir com Secretarias Municipais de Irituia quais as principais necessidades da cidade, a docente está orgulhosa por representar a delegação sergipana mais uma vez. “Estamos levando o nome da Unit e nossos nomes enquanto profissionais para desenvolver ações junto à sociedade, o que é muito importante. Sempre fomos muito bem vistos por outros Estados nas edições anteriores do projeto e por meio de oficinas em diversas áreas capacitaremos pessoas que são multiplicadoras na comunidade. Estou muito feliz”, completa Ana Célia.

Fotos: Marcelo Freitas

Compartilhe: