V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Saúde mental: profissionais ofertam atendimento a preço social

Egressos de psicologia da Universidade Tiradentes oferecem atendimento a preço popular

às 01h09
Compartilhe:

Os efeitos da quarentena na rotina da população envolve, também, a saúde mental. Isolamento social, recomendações de segurança, fechamento de estabelecimentos comerciais, podem causar ansiedade, medo, pânico, além do aumento no uso de álcool, tabaco e outras drogas. Atentos às implicações psicológicas na sociedade, egressos de psicologia da Universidade Tiradentes oferecem atendimento a preço popular. 

A coordenadora do curso de Psicologia da Instituição de Ensino, Angélica Piovesan destacou a responsabilidade social da profissão em dar suporte psíquico ao público e contou que a coordenação entrou em contato com egressos, propondo participação em projeto de inclusão social, já que a clínica de Psicologia, a qual presta atendimento presencial, está com atividade suspensa.

“Psicólogo tem responsabilidade social. Por isso, estamos realizando atendimentos online para as pessoas que estão precisando dar continuidade aos seus tratamentos ou iniciaram por consequência da situação vivenciada. Fizemos um levantamento com nossos egressos, perguntando quem gostaria de participar de um projeto desenvolvido numa disciplina de psicologia e inclusão social”, explicou.

Piovesan ressaltou que o isolamento social intensificou a procura e disponibilidade por atendimento psicológico online, o que auxilia os profissionais, impedidos de trabalhar em presencialmente por conta do risco de contágio.

“A gente acaba ajudando os profissionais a se manterem no mercado e oportunidades para aqueles que ainda não tinha iniciado o atendimento online. Acredito que, a partir de agora, será uma tendência e mais uma oportunidade de trabalho na área”, afirmou, lembrando que os profissionais precisam também de cuidados para dar suporte aos pacientes.

“Precisamos estar em equilíbrio para nossa saúde mental. A melhor forma de se manter bem é fazendo, também, acompanhamento psicológico para que possamos nos manter em equilíbrio e darmos o suporte necessário a todos àqueles que nos procuram”.

 Rodrigo Dillan é formado em psicologia há pouco mais de um ano. Ele é um dos profissionais que integra o projeto de atendimento a preço popular. Em sua opinião, a ação é uma forma reafirmar à sociedade a importância da área.

“É uma forma de unir e organizar os profissionais da área de psicologia, bem como de mostrar a sociedade que estamos cientes dos nossos deveres e da importância que tem nosso trabalho. Sem dúvidas, é uma maneira de ampliar o acesso ao atendimento psicológico, mas, além disso, é um aviso que nós estamos juntos e que conseguimos nos adaptar muito bem em prol da saúde e do bem-estar de todos. Mostra que o profissional de psicologia está sempre atuando de forma a agregar e em prol do desenvolvimento humano”.

Rodrigo ressalta que a psicologia é necessária não só em momentos de instabilidade, como o atual, mas nos cuidados com a saúde.  Ele conta que a procura por atendimento de aumentado de forma gradativa.

“Por conta da magnitude que o problema alcançou, temos a responsabilidade de nos colocar ainda mais disponíveis e acessíveis a todos os setores da sociedade, contribuindo tanto com os cuidados referentes à saúde mental, quanto com a disseminação da verdade sobre tudo o que está acontecendo. O número de pacientes tem aumentado de forma gradativa. É um momento em que as pessoas têm apresentado mais variações de humor, maiores instabilidade emocional e que as inseguranças, ansiedades e os sentimentos de solidão e desamparo aparecem com mais intensidade”.  

Para dar exemplo, Rodrigo conta que busca manter uma rotina equilibrada pelo bem de sua saúde mental. Estudos, trabalho e psicoterapia online estão na lista de atividades. “Tenho procurado me adaptar da melhor forma possível à situação. Busco manter uma rotina de estudos, de trabalho e realizar os atendimentos, reuniões, encontros e a minha própria psicoterapia de maneira online. É importante a continuidade dessas atividades para que possamos nos manter em movimento, tanto internamente quanto externamente”.

Compartilhe: