V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Semana de Consciência Negra da Unit e a Década Internacional de Afrodescendentes


às 18h49
Cartaz do evento
Cartaz do evento
Compartilhe:

Para promover discussão sobre as políticas de enfrentamento à discriminação e preconceito contra população negra brasileira, acontecerá a 12ª edição da Semana de Consciência Negra, com o tema “África, migrações e diásporas na era das globalizações”. A abertura do evento será no dia 12, às 19h, no Auditório Padre Melo, bloco D, da Unit Farolândia.

O principal objetivo é discutir a Década Internacional de Afrodescentes que foi instituída pela ONU em 2015 para promover o respeito, a proteção e a realização de todos os direitos humanos e liberdades fundamentais de afrodescendentes, como reconhecidos na Declaração Universal dos Direitos Humanos. Propõe, ainda, medidas concretas para promover inclusão total e combater todas as formas de racismo, discriminação racial, xenofobia e qualquer tipo de intolerância relacionada.

A professora Gabriela Maia, coordenadora do mestrado em direitos humanos da Unit, acredita que discutir o assunto é importante para o reconhecimento dos problemas relacionados ao racismo que ainda existe no país. “Não basta não ser racista, temos que ser anti-racistas, ou seja, é preciso se posicionar contra o racismo. É preciso combater como uma política, como uma ética, como uma forma de viver, como uma forma de se relacionar com as pessoas”, afirma.

O espaço de conversação será aberto para o público interno e externo da instituição, as inscrições podem ser feitas pelo Magister ou pelo site da Unit no link (https://eventos.unit.br/)

Programação

A programação consiste em três mesas redondas e contará com a presença de grandes personalidades que estudam e lutam pelos direitos humanos. Como o pesquisador Bas’Ilele Malomalo, natural do Congo, na África, mestre em ciências da religião e atualmente está desenvolvendo pesquisas no Centro dos Estudos das Culturas e Línguas Africanas e da Diáspora Negra da Universidade Estadual Paulista (Unesp).

O evento também contará com a participação do brasileiro naturalizado, mas nascido em Porto Novo, na República do Benin, Hippolyte Brice Sogboss, que é etnolingüista e antropólogo das populações afro-americanas, com ênfase em religiões, rituais, simbolismos e morte. Sônia Oliveira, mestre em políticas sociais, professora, Yalorixá do Ilê Asé Ojú Ifá Ni Sahara e fundadora da Comunidade Ojú Ifá, César Augusto Bardi organizador do livro “Direitos humanos na sociedade cosmopolita” publicado pela editora Renovar, e muitos outros.

Compartilhe: