V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Semana de Pedagogia apresenta novas perspectivas da profissão

Os futuros pedagogos vão aprender a dominar o campo teórico da educação, que permeia o ensino até a avaliação dos processos educativos

às 18h59
Compartilhe:

Por Monyque Evelyn Santos e Raquel Passos

Gestão da aprendizagem e atuação docente nos anos iniciais do Ensino Fundamental foi o tema escolhido para dar início à primeira Semana de Pedagogia da Universidade Tiradentes. Palestras e minicursos trabalharam as ações educativas com o intuito de proporcionar novas perspectivas para atuação do profissional na Revolução 4.0.

Instrumentos pedagógicos que ajudam o profissional a pensar e agir de maneira interdisciplinar foram trabalhadas durante o evento. De acordo com a coordenadora do curso, Viviane Dantas, o objetivo da primeira Semana de Pedagogia da Unit, que aconteceu de 20 a 22, foi trabalhar assuntos relevantes para a formação dos discentes. “Precisamos falar sobre a educação básica e as dificuldades da inclusão para que o professor construa uma metodologia diferenciada e estabeleça relações profundas com o aluno para gerar ótimos resultados”, informa.

Criatividade e empreendedorismo na formação docente foi tema da palestra ministrada pelo professor Wellington Antonio. Para ele, os professores devem ser empreendedores e criar estratégias para superar os desafios recorrentes da profissão. “Os profissionais precisam se destacar pelo seu diferencial, precisam preencher lacunas, ser criativos e dispostos a empreender. Pensar fora da caixa e ter soluções para os problemas que surgir no âmbito educacional”, destaca.

A professora convidada da Universidade Federal de Sergipe Marilene Batista falou sobre a gestão da aprendizagem, abordando propostas onde o professor possa trazer algo novo para seus alunos e modificar o cenário atual que consiste na aprendizagem tradicional e por acumulação.

“Falta apropriação das teorias para serem colocadas em prática. Os professores precisam levar o aluno a pensar e interagir por meio de conexões, trabalhar a zona de desenvolvimento para gerar uma aprendizagem significativa

A estudante do 8º período, Cintia Santos, conta que esse evento é fundamental para fortalecer todo aprendizado e ir para o mercado de trabalho confiante e disposta transformar vidas. “Meu desejo é fazer a diferença por menor que seja e contribuir positivamente na educação do país”, pontua.

“Devemos quebrar o paradigma que o professor por ser uma autoridade em sala de aula não possa ouvir o que o aluno tem a dizer e aprender com ele. Seu planejamento, sua gestão e os métodos de avaliação precisam ser repensados”, finaliza a professora da UFS, Marilene Batista.

Compartilhe: