V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Semana Mundial do Aleitamento Materno

Profissionais e estudantes da área da Saúde levam informações e orientações quanto à importância da amamentação

às 15h00
Em alusão à Semana Mundial do Aleitamento Materno, docentes, profissionais de saúde e acadêmicos dos cursos de Medicina e Enfermagem da Universidade Tiradentes estarão mobilizados para conscientizar as mulheres e familiares quanto à importância da amamentação exclusiva. A primeira ação acontece amanhã, 31, das 9h às 12h, no Hospital e Maternidade Santa Isabel.
Compartilhe:

“A gente chama a atenção das mães e insere o conceito maravilhoso de saúde que é o aleitamento materno exclusivo até os seis meses, sem água, chupeta, chá e mamadeira. Basta o peito, não precisa complementar. O bebê que mama no peito, absorve tudo de bom que tem no leite materno”, declara a pediatra e neonatologista, presidente do Comitê de Aleitamento Materno da Sociedade Sergipana de Pediatria e professora do curso de Medicina da Unit, Dra. Izailza Matos.

“A amamentação exclusiva vai fazer com que a criança adoeça menos e tenha uma expectativa de vida mais longa. Este bebê será um adulto mais saudável e com menos problemas de coração, hipertensão, diabetes, colesterol alto, entre outras doenças,”, enaltece a médica.

 

Programação 

Além da mobilização amanhã, 31, no Hospital Santa Isabel com uma “prévia carnavalesca” e visita aos leitos, na quarta-feira, dia 1º, das 14h às 18h, será realizada palestra e roda de conversa sobre amamentação na Comunidade Recanto da Paz, no bairro Aeroporto.

Já na próxima quinta-feira, 02, das 9h às 12h, as ações prosseguem no Campus Aracaju Farolândia da Unit, com um talk-show e a presença de diversos profissionais da área da Saúde. A campanha se encerrará no dia 3, a partir das 14 horas, no Parque da Sementeira, onde mães participarão da “Hora do mamaço”, um ato simbólico em defesa da amamentação.

A Semana Mundial de Aleitamento Materno conta com o patrocínio da Unit e Baby Care e apoio da Secretaria de Estado da Saúde, Maternidade Santa Isabel e São José e Sociedade Sergipana de Pediatria.

Compartilhe: