V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Seminário de Educação Física e Inclusão acontece na Unit

O evento debateu o conceito de inclusão social e as práticas integrativas funcionais do profissional de educação física para as pessoas com deficiência

às 13h42
Compartilhe:

O direito à inclusão tem se revelado essencial para o desenvolvimento de uma sociedade efetiva, igualitária e com acessibilidade ganhando cada vez mais espaço e destaque nos debates pelo mundo. Por entender a importância de pensar a diversidade e a inclusão das pessoas com deficiência nas práticas integrativas da profissão, a Universidade Tiradentes promoveu a primeira edição do Seminário de Educação Física e Inclusão.

O encontro, realizado na última sexta-feira, 3, no auditório B do Bloco G, campus Farolândia da instituição de ensino, teve como objetivo discutir a temática, que perpassa a academia, à perspectiva das exigências preparatórias e qualificantes do profissional de Educação Física que deseja atuar no atendimento do público-alvo.

“Em nosso projeto pedagógico sempre enfatizamos o atendimento às pessoas com deficiência. A proposta visa incluir essa população e contribuir para que os futuros profissionais da área conheçam as possibilidades de atuação e intervenção que tem crescido no Brasil”, afirma a professora Lisane Teixeira, coordenadora do curso de Educação Física da Unit.

A expectativa é que o Seminário de Educação Física e Inclusão seja realizado anualmente na Universidade Tiradentes. “As questões referentes ao conceito de inclusão e acessibilidade também são muito evidenciadas em processos avaliativos de conhecimento, como concursos públicos e Enade.  Então, podemos dizer que o mercado precisa de profissionais que já saiam da universidade preparados e qualificados para fazer essas adaptações”, comenta.

O evento, realizado nos turnos da manhã e noite, contou com a participação deacadêmicos do curso de licenciatura e bacharelado do curso de Educação Física e reuniu profissionais integrativos da área.

Programação

A programação contou com palestras, bate-papo e mesas-redondas sobre as temáticas “Educação Inclusiva, diversidade e cidadania”, “O que é preciso para incluir?”, “Considerações acerca do Transtorno do Espectro Autista (TEA)” e “Currículo Funcional e Práticas Inclusiva”. Na ocasião, o professor Jonas Oliveira Santos, egresso da Unit, apresentou o trabalho de conclusão de curso sobre “Atividades da Cultura Corporal e o Desenvolvimento das Pessoas com Autismo”.

Durante o evento, a professora doutora Núbia Lira apresentou as ações do Projeto de Extensão Adapte Mais desenvolvido pelo curso de Educação Física da Unit. A iniciativa beneficia crianças com autismo por meio de um atendimento personalizado e qualificado com atividades lúdicas, corporais e de interação.

“O projeto parte do pressuposto do trabalho que precisa ser realizado com pessoas com deficiência e da aproximação dos alunos do curso com os processos inclusivos desenvolvidos na prática de serviço e atendimento”, declara a docente.

“A universidade oferece uma estrutura apropriada e estimulante para o aprendizado, autonomia, convivência e desenvolvimento dessas crianças principalmente no que diz respeito a sua autoimagem, capacidade e autoestima”, finaliza a professora doutora Núbia Lira, responsável pelo projeto.

Compartilhe: