V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Sergipanos se destacam no Circuito Brasil Loterias Caixa na Unit

Jovens sergipanos são promessas nas três modalidades do Circuito Brasil Loterias Caixa que acontece esse fim de semana na Unit

às 19h06
Afonso de Santana Filho da delegação sergipana e o atleta da delegação de Uberlândia, Minas Gerais
Afonso de Santana Filho da delegação sergipana e o atleta da delegação de Uberlândia, Minas Gerais
Anne Beatriz com a mãe Edilde Rocha
Compartilhe:

Por Denise Gomes

Disputar uma grande competição em casa e receber o apoio da torcida é um combustível a mais na busca por resultados. E isso é o que os paratletas sergipanos estão vivenciando neste fim de semana durante o Circuito Brasil Loterias Caixa 2018, que acontece na Vila Olímpica da Unit, na Zona Sul de Aracaju.

Para Anne Beatriz, uma jovem promessa do atletismo, competir em casa também é sinônimo de pressão, afinal, a responsabilidade aumenta e muito por um bom resultado. “É ótimo estar em casa, mas participar de uma prova nessas condições tem um peso muito maior, já que a pressão aumenta e a vitória se torna uma obrigação. Mas, hoje, acredito que consegui cumprir essa meta, afinal conquistei o primeiro lugar na primeira prova do dia”, disse.

Com apenas 15 anos, a atleta completou nesta sexta-feira, 23, dois anos de carreira. “Estou muito feliz em comemorar esses dois anos competindo neste circuito, que é um dos maiores do país. Essa é minha segunda grande competição e acredito que muitas outras estão por vir.

Grande incentivadora dona Edilde Rocha, mãe da atleta, sempre a acompanha. “Ela era fechada para o mundo, não queria participar de nenhuma atividade, foi então que devido à minha insistência ela resolveu tentar e não parou mais. É meu orgulho e faço questão de estar com ela em todas as competições”, contou.

Halterofilismo

No halterofilismo outro atleta que integra a delegação sergipana é Afonso de Santana Filho, de 25 anos. Com o mesmo tempo de carreira que Anne Beatriz, foi com a prática da musculação que ele começou a se interessar cada vez mais pela prática esportiva e através de um projeto foi inserido no halterofilismo.

“Já participei de seis grandes competições e estou muito feliz por poder estar em casa no Circuito Paralímpico, um evento que coloca Sergipe em destaque. Minha expectativa é a melhor possível, sem dúvidas temos aqui atletas de alto nível e isso é muito bom, pois mostra que a galera vem evoluindo com o passar dos anos”, destacou.

Compartilhe: