V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Simpósio de Deontologia Farmacêutica debate regulamentação de resíduos sólidos

Com participações de estudantes da casa e de outras instituições, o Simpósio de Deontologia é realizado com abordagem sobre legislação que regulamenta a profissão

às 19h17
A participação de professores e alunos
A participação de professores e alunos
Professora Juliana, coordenadora de Farmácia
O tema é discutido e apresentado
Compartilhe:

Como fazer o plano de gerenciamento de resíduos sólidos de saúde em hospitais, farmácias e unidades de Saúde foi o tema do 10° Simpósio de Deontologia Farmacêutica realizado por acadêmicos do curso de Farmácia na terça-feira (6) no campus Farolândia, na Unit.  Com participações de estudantes da casa e de outras instituições, o Simpósio é realizado semestralmente com abordagem sobre legislação que regulamenta a profissão.

Cíntia Meireles é professora da disciplina Deontologia Farmacêutica, responsável pelo evento, e explica a atualidade da discussão proposta nesta edição. “Todo semestre, os alunos que fazem a disciplina promovem esse simpósio abordando uma regulamentação sanitária, já que nossa disciplina trabalha as leis que envolvem o profissional. Este ano, temos um tema relacionado ao gerenciamento de resíduos sólidos da Saúde, que é de extrema importância, principalmente após a publicação de resolução de março de 2018. Vamos abordar a legislação do gerenciamento de resíduos da Saúde, que é onde o farmacêutico vai atuar, seja dentro do hospital, dentro de uma farmácia de manipulação, em uma drogaria, ou em clínica”, disse, relembrando temas anteriores como o papel do farmacêutico dentro da vigilância sanitária, prescrição farmacêutica e seus aspectos legais.

A professora do curso de Farmácia, Ingrid Siqueira, foi a palestrante da noite e pontuou os cuidados no descarte de resíduos para evitar danos ao meio ambiente. Ela acredita que o Simpósio é uma oportunidade para profissionais da área de Saúde se atualizar sobre o tema.

“O Simpósio é interessante para profissionais de todas as áreas da Saúde para aprender a aplicar o plano de gerenciamento, a minimizar dentro do próprio estabelecimento de Saúde. Para todas as áreas, até mesmo para salões de beleza, estética, estúdio de tatuagem, todos esses que geram e que mexem com a saúde do indivíduo, que produz esses resíduos, é interessante entender o plano de gerenciamento de resíduos. É importante, principalmente, para gente ver os detalhes de como são descartados, como são gerados, os processos de minimização e segregação de todos esses resíduos para a gente diminuir posteriormente os processos que causam danos ao meio ambiente e à saúde”.

O Simpósio reuniu estudantes de variados períodos, a exemplo de Sávia Cely, do 10°, e Jéssica Gonçalves, do 2º. Ambas concordam que o debate estimula a pesquisa acadêmica e agrega conhecimento ao futuro profissional.

“Por conta que quanto mais a gente obtém conhecimento, vai ajudando nas matérias, às vezes ajuda numa pesquisa também, acho que facilita muito”, disse Jéssica.

“O tema de gerenciamento de resíduos sólidos é muito importante para a área da Saúde, já que todo profissional deve saber como descartar os resíduos que são utilizados. Ele faz com que a gente saiba exatamente como fazer o descarte correto, evitando a contaminação dos profissionais envolvidos e também do meio ambiente. Tenho interesse em fazer a área científica ou até mesmo a área de manipulação; então, saber o descarte correto desse resíduo fará com que eu saiba como destinar o material com que eu estou trabalhando. Por exemplo, eu fiz pesquisa científica, eu trabalhava com muitos produtos tóxicos e lá a gente teve todo um acompanhamento do órgão responsável pelo gerenciamento desse resíduo, e pra mim foi muito importante”, contou Sílvia.

Compartilhe: