V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Unit preserva memória cultural sergipana digitalizando acervo


às 16h31
Compartilhe:
O zelo com a memória e a oportunidade de conhecer o passado

O zelo com a memória e a oportunidade de conhecer o passado

O projeto extensionista realizado no Instituto Tobias Barreto visa manter viva a memória através da digitalização de todo o acervo deixado pelo patrono do espaço.

A aluna Daniele Santos Souza cursa o 6º período do curso Design Gráfico e está empolgada com o projeto de Extensão que vem desenvolvendo desde o início do ano passado no Instituto Tobias Barreto de Educação e Cultura, sediado pela Unit no primeiro piso da Biblioteca Central Jacinto Uchôa, no Campus Farolândia.

Supervisionado pela professora Raylane Andreza Dias Navarro Barreto, atual diretora do Instituto e viúva do jornalista e pesquisador que empresta seu nome ao espaço cultural. O projeto é intitulado “Organização e Exposição do Acervo da Unidade Cultural” e tem por objetivo preservar e divulgar o acervo, hoje resguardado pela Unit.

“O acervo é constituído de documentos,  livros de História, Direito, Literatura, Folclore, entre muitos outros, além de fotografias que revelam os cenários e os costumes da sociedade sergipana desde o início do século passado”, lembra Daniele. Ela é uma das alunas bolsistas do projeto extensionista, responsável pela catalogação e digitalização de todo o conteúdo existente nas caixas deixadas pelo pesquisador. Até agora já foram digitalizadas oito caixas contendo documentos e fotos. “A ideia é preservar todo o acervo afinal, o tempo não permite que sejamos eternos”, salienta a aluna.

Instituto preserva a memória sergipana

Instituto preserva a memória sergipana

Muito em breve, todo o material que já foi submetido ao processo será colocado em exposição revelando assim uma oportunidade ímpar para que estudantes, pesquisadores e até mesmo a sociedade tenha a oportunidade de conhecer o legado deixado por Luiz Antônio Barreto.

 

Fotos – Marcelo Freitas

Compartilhe: