V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Unit promove aula inaugural das licenciaturas

Coordenadores de cursos da Unit incentivam a interação entre teoria e prática desde os primeiros dias de aula, promovendo encontros entre calouros e veteranos

às 18h30
O palestrante, professor Evanilson Tavares de França
O palestrante, professor Evanilson Tavares de França
O coordenador dos cursos de Letras Português e Letras Inglês, professor Clodoaldo
Coordenadora de Pedagogia e História, professora Viviane Andrade
Compartilhe:

O espaço do Auditório Geraldo Chagas Ramos, localizado no Campus Centro, se tornou pequeno na noite dessa terça-feira, 23, para a quantidade de alunos (calouros e veteranos) que participaram da aula inaugural das licenciaturas. Com uma programação voltada para apresentar à comunidade acadêmica, especialmente os novatos, a estrutura acadêmica e administrativa da Universidade Tiradentes, os coordenadores dos cursos de Letras Português/Inglês e Pedagogia e História abriram espaço para que as professoras Janaína Machado Tavares do Programa Unit Carreiras e Isabela Silva dos Santos Unit Idiomas falassem um pouco de como funciona seus departamentos e de como se encontra o mercado para aqueles que optaram pela área da formação pedagógica. Em seguida, o professor convidado Evanilson Tavares de França discorreu sobre o tema “Formação de professores: desafios e perspectivas”. A noite foi encerrada após calorosa discussão sobre os assuntos abordados, seguida de sorteio de brindes entre os participantes e serviço de cofee-break.

Quando o assunto é magistério, a coordenadora do Unit Carreiras, professora Janaína Machado, traz um alento para calouros e veteranos. “A colocação profissional para quem optou pela área do magistério é promissora. O mercado é muito amplo e a área da Educação, especialmente para as licenciaturas, não foi atingida, apesar da crise”, afirma a docente, acrescentando que especialmente os órgãos públicos têm contratado muitos estagiários dos cursos de licenciatura.

E como o mercado exige cada vez mais conhecimentos que extrapolam os limites geográficos, estudar um segundo idioma é a melhor opção. Por isso, a coordenadora do Unit Idiomas, Isabela Silva Santos, falou um pouco sobre como o seu departamento oferece condições que favorecem aqueles que desejam estudar Inglês, Francês ou Espanhol. “Senti que muitos alunos ficaram estimulados e muitos deles já nos procuraram, assim que encerramos nossa fala, para saber como proceder”, diz, satisfeita, Isabela.

“Como o tema sugere, achamos interessante chamar todos os alunos e professores para diálogo sobre sua amplitude e sobre o mercado de trabalho para quem vai atuar ao sair da academia”, lembra a coordenadora dos cursos de Pedagogia e História, Viviane Andrade de Oliveira Dantas.

Por sua vez, o coordenador dos cursos de Letras Português/Inglês, Clodoaldo Messias dos Santos,ressalta que a aula inaugural representa o momento em que se permite a melhoria do entrosamento entre os alunos da licenciatura. “Entendemos a educação como algo abrangente. Por isso, esse é um momento importante em razão da temática por meio da qual estamos trabalhando a questão da licenciatura e a formação do professor. É um momento também dos novatos se somarem aos veteranos para a troca de ideias, possibilitando, assim, um contato mais acadêmico”, pondera o docente.

“Tive a ideia de promover com os alunos uma roda de conversa sobre a formação de professores. E sobre o tema, penso que existem alguns aspectos fundamentais”, diz o palestrante, professor mestre Evanilson Tavares de França. Ele exemplifica lembrando que a maioria dos professores formados por instituições públicas ou particulares irá atuar em escola pública. “Por isso, eles precisam entender a realidade da escola pública. Outro elemento é que, infelizmente, os especialistas dão pouca atenção à dimensão pedagógica. E é ela quem nos torna professores”, afirma. O professor Evanilson vai adiante em sua fala e destaca para os alunos: “se eu tiver um domínio grande da geografia eu sou um bacharel em Geografia, mas não serei necessariamente um professor. O que vai me tornar professor é o conhecimento da Psicologia da Aprendizagem, Cognitiva, etc.” Essa é uma forma encontrada pelo palestrante para levar os alunos a transitarem por uma linha de raciocínio que os faça entender sobre a amplitude do conhecimento.

 

Fotos – Marcelo Freitas

Compartilhe: