V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Curso gratuito orienta pais habilitados para adoção

Pais habilitados para adoção compartilham experiências e minimizam qualquer sensação de angústia que a espera poderia proporcionar.

às 19h28
Com o objetivo de promover troca de experiências entre pais habilitados para adoção, o curso de Psicologia da Universidade Tiradentes (Unit) e a ONG de apoio à adoção Acalanto Sergipe promovem juntos, desde o último dia 04, o curso gratuito “Pré-natal para pretendentes à adoção”. Serão cinco encontros até o dia 22 de setembro, sempre das 17h às 19h.
Participantes são acolhidos
Participantes são acolhidos
Rosângela Bione abriu seu coração para adoção
Paula Oliveira se sente apta para adotar
Compartilhe:

O intuito do curso é tirar dúvidas e diminuir angústias comuns de quem está à espera de um filho afetivo. “Muitas vezes, o tempo pode provocar algum tipo de angústia, sem contar que a adoção é um processo silencioso, diferente da gestação que todo mundo vê a evolução da gravidez e comenta junto à mãe e família. A troca de experiências sobre processos adotivos que dão certo, principalmente, encoraja pessoas que estão na mesma situação, ampliando para novas e possíveis perspectivas. Quando se fala sobre a aflição de alguém, o outro percebe que não está sozinho”, explica uma das responsáveis e idealizadoras do evento, referência nacional em pesquisas sobre adoção, professora do curso de Psicologia da Unit, Marlizete Maldonado.

A dona de casa Rosângela Bione soube do curso através do juizado e resolveu participar para ampliar seu olhar a respeito do tema, enquanto aguarda a decisão da justiça sobre seu processo de adoção. “No início, confesso que resisti bastante com o assunto. Mas agora que eu e meu marido demos esse passo em busca do futuro de nossa família, após algumas complicações de saúde que encarei, espero abrir ainda mais meu coração para a adoção com o curso. Pretendo aprender bastante com a troca de experiências que o grupo tem para compartilhar e me preencher com toda generosidade que existe neste ato”, considera Bione.

Outra participante é a jornalista Paula Oliveira, que sempre teve o tema adoção presente em seu coração. Há 14 anos, ela decidiu tirar o útero diante de uma complicação de saúde. “Dava para fazer tratamento, mas eu não quis passar por cirurgia nem nada desse tipo porque o conceito de adoção já era uma realidade para mim. Mas tem quatro anos de fato que me sinto apta a adotar uma criança, pois quero me predispor a colocar alguém em minha vida e poder exercer a maternidade que vivi plenamente com minha mãe, minha maior fonte de inspiração e vida”, coloca. “Estou aqui no curso para voltar a ter contato com o tema. Mas não me considero ansiosa, nem angustiada. A ideia de chegar logo o momento não é pressa, mas vontade de compartilhar a vida com alguém até o fim”, avalia a jornalista Paula Oliveira.

Como o grupo é fechado, caso haja um bom número de interessados, a professora Maldonado avisa que é possível abrir nova turma com encontros aos sábados. Para isso, os pais habilitados para adoção podem registrar interesse no curso pelo e-mail: adocaosergipe@hotmail.com. Sem contar que é possível ter acompanhamento de psicoadoção frequente com o grupo Acalanto Sergipe, que possui encontros mensais com a parceria da Unit, diminuindo as dúvidas em relação a assuntos burocráticos e, principalmente, emocionais. Mais informações pelo telefone: (79)3218-2212.

Compartilhe: