V E S T I B U L A R UNIT
MENU

A preservação do patrimônio e da cultura no Grupo Tiradentes

Unidades do Grupo Tiradentes preservam acervos valiosos de nomes que marcam a cultura e a história dos estados onde a companhia atua

às 21h08
Espaço dedicado ao jornalista sergipano Joel Silveira, na Biblioteca Central Jacinto Uchoa, na Unit Sergipe, em Aracaju
Espaço dedicado ao jornalista sergipano Joel Silveira, na Biblioteca Central Jacinto Uchoa, na Unit Sergipe, em Aracaju
Fachada do antigo Colégio Nossa Senhora do Carmo, atual sede da Unit Pernambuco, no Recife
Grupos folclóricos que preservam os folguedos tradicionais de Alagoas são apoiados por projetos da Unit Alagoas, em Maceió
Compartilhe:

Preservar a cultura e o patrimônio de um país e de um povo também se constitui como uma das grandes missões da Academia, além de ser uma forma de gerar conhecimento para as gerações futuras. E muito além da produção de aulas e trabalhos, essa missão é cumprida através da preservação de acervos, documentos, livros, fotos e prédios históricos. Em suas unidades, o Grupo Tiradentes mantêm iniciativas que contribuem neste sentido, fazendo com que essa forma de conhecimento se mantenha intacta e acessível a toda a comunidade. 

Sergipe

Em Sergipe, um exemplo disso está no Instituto Tobias Barreto de Educação e Cultura (ITBEC), que existe desde 1997 e funciona desde 2011 na Biblioteca Central Jacinto Uchoa de Mendonça, no Campus Farolândia, em Aracaju. O acervo possui cerca de 25 mil títulos, entre livros, revistas, fotos, cartões postais, documentos, folhetos de cordel e manuscritos. Grande parte desse material foi pesquisado e obtido ao longo da vida e da carreira do escritor e jornalista Luís Antônio Barreto (1944-2012), um dos principais pesquisadores sobre a historiografia de Sergipe, que muito escreveu sobre o assunto em livros, revistas e jornais diários de Aracaju. 

Esse acervo abrange as mais variadas áreas do conhecimento e guarda em si significativas obras da história e da cultura nacional e do folclore latino-americano, extrapolando a história e a cultura sergipanas. Junto ao ITBEC, se inclui o Memorial Tobias Barreto, que reúne um extenso material sobre o filósofo, jurista e escritor sergipano Tobias Barreto de Menezes (1839-1889), patrono do instituto. Escritos originais, fotografias, pinturas e documentos de arquivo que pertenciam a ele estavam preservados e foram cedidos à Universidade Tiradentes (Unit Sergipe)

Na mesma biblioteca, está o acervo do jornalista sergipano Joel Silveira (1918-2007), um dos maiores e mais brilhantes repórteres da imprensa brasileira, que foi correspondente dos Diários Associados durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Desde 2018, a Unit Sergipe tem em seu acervo mais de 6 mil exemplares cedidos pela família do jornalista, incluindo fotos, textos, livros, revistas, pertences pessoais e obras raras produzidas em conjunto com outros grandes escritores brasileiros, como Manuel Bandeira, Rubem Braga e Carlos Drummond de Andrade. 

Outro acervo ali guardado é a coleção particular do professor Jouberto Uchôa de Mendonça, fundador do Grupo Tiradentes. Ele é composto por 864 livros, revistas e mídias, incluindo publicações de sua autoria, como: “Caminhos da capital: 150 motivos para viver as ruas de Aracaju”, “Universidade Tiradentes – do ginasial ao superior: 50 anos de educação brasileira”, “Jouberto Uchôa de Mendonça: vida e experiência”.

As artes plásticas também são preservadas pelo Grupo Tiradentes, com telas, esculturas e retratos de grandes representantes sergipanos, como Félix Mendes (1944-2013), um dos que melhor traduziram as festas, folguedos e tradições populares de Sergipe, e Rosa Faria (1917-1997), que, através das porcelanas, eternizou fatos, paisagens e personagens históricos do Estado. 

Pernambuco

Em Pernambuco a preservação cultural do Grupo Tiradentes aparece na forma de uma antiga escola da Rua Barão de São Borja, Bairro da Soledade, área central do Recife. É a atual sede do Centro Universitário Tiradentes (Unit Pernambuco), cujo prédio foi construído na década de 1920 para abrigar o Colégio Nossa Senhora do Carmo, extinto em 2011. Ao ser adquirido pela então Facipe (Faculdades Integradas de Pernambuco), em 2012, o imóvel passou por uma grande reforma, que preservou os traços do art-déco, um estilo artístico e arquitetônico bastante influente no início do século passado.

Entre os elementos mantidos na sede, estão um crucifixo existente no pátio do colégio, um jardim com pintura religiosa em cerâmica e várias imagens sacras. E foram acrescentadas fotos, biografias e reproduções de obras de personalidades pernambucanas como Abelardo da Hora, Romero Britto, Ariano Suassuna, Manuel Bandeira, João Cabral de Melo Neto e Joaquim Nabuco. O destaque está na réplica Coluna de Cristal, uma das mais célebres estátuas do escultor pernambucano Francisco Brennand (1927-2019), cujo original está no antigo Porto do Recife. 

Alagoas

Em Alagoas, o Centro Universitário Tiradentes (Unit Alagoas) mantém um Programa de Incentivo à Memória, Esporte, Cultura e Arte (Pimeca), que apoia projetos, eventos e cursos que valorizem a defesa e promoção da memória cultural, do esporte, da produção artística e do patrimônio cultural alagoano. Isso é realizado tanto por eventos e iniciativas da própria Unit, através de seus cursos e de sua Coordenadoria de Extensão, quanto através de parcerias com a Secretaria Estadual da Cultura (Secult), a Fundação Municipal de Ação Cultural de Maceió (FMAC) e a Associação dos Folguedos Populares de Alagoas (Asfopal). 

Um dos maiores destaques dessa parceria é a Semana de Cultura Popular, realizada no Minishopping do campus Amélia Maria Uchôa, com promoção de debates e apresentações de grupos tradicionais do folclore alagoano, mostrando danças como fandango e o guerreiro. Neste ano, por força da pandemia, o evento foi adaptado para um formato virtual, mostrando e destacando o trabalho dos artesãos e artistas visuais do estado. Em 2019, a Unit recebeu a Comenda Ranilson França de Cultura Popular, concedida pela Asfopal em homenagem a pessoas e instituições que atuam em defesa da valorização da cultura popular de Alagoas.

Asscom | Grupo Tiradentes

Compartilhe: