V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Academia na comunidade

Durante a manhã do sábado, alunos da Unit promoveram campanha de conscientização contra a proliferação do aedes aegypti

às 18h20
Ações de conscientização são levadas pela Unit à população do maior conjunto populacional da capital sergipana
Pessoas da comunidade transitam pela tenda
Pessoas da comunidade transitam pela tenda
Ana Isabel Moura , moradora empenhada em combater o mosquito
Representantes da Secretaria da Saúde do Município
Compartilhe:

 Alunos e professores de diversos cursos da área da Saúde da Universidade Tiradentes, bem como, alunos de Engenharia Ambiental e dos cursos de Comunicação, orientados por seus professores, realizaram na manhã do sábado, 12, na Praça da Juventude do Conjunto Augusto Franco uma importante atividade extensionista voltada para esclarecer à população sobre como evitar a proliferação do mosquito aedes aegypti.

Realizada em parceria com a Prefeitura de Aracaju por meio da Secretaria de Saúde, a ação liderada pela Coordenação de Extensão atesta o compromisso da IES sergipana em oferecer à sociedade não apenas a formação profissional, mas serviços e orientações dos quais as comunidades assistidas tanto necessitam.

“Essa é uma preocupação permanente da instituição e através da Extensão a Unit está se fazendo presente aqui na comunidade do Conjunto Augusto Franco, com o objetivo de disseminar informação e conscientizar a população em relação ao perigo que representa para todos a proliferação do aedes”, afirma o coordenador de Extensão, professor Geraldo Calasans.

A Diretora de Vigilância em Saúde da Secretaria da Saúde do Município, Teresa Cristina Morais Maynard, reconhece que esse é um momento de emergência mundial em saúde pública, daí a importância da mobilização ser realizada por meio de parcerias como a que inclui a Unit com sua equipe de docentes e discentes, uma vez que não existe vacina para as doenças provocadas pela picada do mosquito.

“Nossa principal ação tem de ser na prevenção, ou seja, evitando os criadouros do mosquito aedes aegypti”, afirma Teresa, lembrando que 80% dos focos do mosquito estão dentro das residências, nos recipientes que acumulam água. “A participação da população é fundamental nesse momento”, reforça.

A ação extensionista da Unit realizada com a Secretaria Municipal de Saúde procura esclarecer a população sobre a importância de evitar deixar o ambiente propício à proliferação do mosquito. Neste sentido, a coordenadora do programa municipal de controle da dengue, zika e chikungunya, Thaíse Cavalcante, lembra que não é a aplicação do larbicida que vai resolver o problema da proliferação do mosquito e, sim, a consciência da população em manter os ambientes devidamente limpos. “Quanto mais informamos às pessoas sobre medidas simples e cotidianas, mais teremos a chance de evitar que o mosquito se prolifere. E esse é o tipo de trabalho que necessita de parcerias como a da Unit”, conclui.

Matheus de Souza Nogueira é aluno do 7º período de Medicina. Envolvido com a ação realizada na manhã do sábado, o acadêmico esclarece sobre os sintomas provocados por cada uma das doenças. “É importante que ao detectar os sintomas que são característicos em cada situação o paciente procure orientação e cuidados médicos”, pondera.

Ana Isabel Moura é uma das moradoras do Conjunto Augusto Franco. Ao tomar conhecimento da ação extensionista praticada pela Unit, ela logo se dirigiu à ampla tenda montada na Praça da Juventude para dirimir suas dúvidas em relação às doenças provocadas pelo mosquito. “Isso é bem bacana porque representa mais uma forma da população obter esclarecimentos de como se prevenir e como tratar doenças oriundas da transmissão do mosquito aedes aegypti”, finaliza.

MEDICINA

Compartilhe: