V E S T I B U L A R 2017.2
MENU

Ação acadêmica comemora o dia do profissional do Direito

Campus Propriá promove evento com o propósito de esclarecer o campo de atuação dos métodos alternativos de solução de conflitos

às 18h17
O projeto constitui uma forma que o curso de Direito encontrou para apresentar à comunidade acadêmica as diversas opções que poderão ser seguidas após a conclusão do curso de Direito
Composição da mesa
Composição da mesa
Participantes da programação
Participação efetiva da academia durante o evento
Compartilhe:

Na noite dessa terça-feira, 15, a coordenação do curso de Direito do Campus Propriá reuniu docentes, discentes e personalidades convidadas em torno da programação intitulada “Mediação e arbitragem nas relações de consumo”. Alusivo ao dia do advogado, comemorado na sexta-feira 11, o projeto consiste em apresentar noções básicas de mediação, conciliação e arbitragem como métodos alternativos de solução de conflitos submetidos ao Direito do Consumidor.

“A questão da proteção constitucional do consumidor e da utilização dos métodos alternativos de resolução de conflitos. Vantagens e desvantagens da utilização desses métodos alternativos na resolução dos conflitos no contencioso consumerista. A questão da hipossuficiência e o empoderamento dos atores consumeristas são temas pertinentes e que dizem respeito à ação do advogado”, destaca o coordenador do curso, professor mestre Charles Albert Garcia Leite. Segundo ele, a parceria Unit e TJSE contribuiu significativamente para o extraordinário índice alcançado pela Justiça sergipana.

“Atualmente, o estado de Sergipe enverga o melhor índice de conciliação na Justiça Estadual brasileira. O Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe alcançou, segundo dados fornecidos pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), 21% no ano de 2016”, acrescenta Wladimir Correa e Silva, um dos palestrantes.

Por sua vez, o vice-presidente da Escola Superior de Advocacia, vinculada à Ordem dos Advogados do Brasil, debatedor Max Cardoso Santana Dória ressaltou a importância do evento realizado por meio da parceria entre a Unit e a OAB/Seção Propriá, e disse estar impressionado com a participação dos acadêmicos. “Faço questão de providenciar os certificados que serão concedidos aos participantes pela Escola Superior de Advocacia”, afirmou.

“Espaços como esses ampliam o conhecimento dos acadêmicos sobre as diversas formas de solução de conflitos, ampliando as possibilidades na carreira jurídica e na área de formação que pretendem atuar”, pondera a acadêmica do 3º período, Thais Fonseca, satisfeita pela oportunidade de vivenciar experiências práticas desde o início da sua graduação.

Compartilhe: