V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Alunos da Unit têm acesso a laboratório funcional

O projeto foi desenvolvido a partir de pesquisa da coordenadora do curso de Design de Interiores

às 21h38
Bancadas são usadas para diferentes didáticas
Bancadas são usadas para diferentes didáticas
Projeto foi criado pela professora Laura Estrela
Compartilhe:
Bancadas são usadas para diferentes didáticas

Bancadas são usadas para diferentes didáticas

Os alunos dos cursos das Engenharias, Design de Interiores e Arquitetura da Universidade Tiradentes – Unit – contam com uma novidade: as salas multiuso, que ficam no Bloco G do campus Farolândia. É que nesses espaços foram instaladas bancadas funcionais que facilitam o manuseio de materiais que precisam ser utilizados pelos alunos, como computadores e pranchetas de desenho. As bancadas foram criadas a partir de uma pesquisa da professora Laura Estrela, coordenadora do curso de Design de Interiores.

De acordo com a coordenadora, tudo começou a partir da observação que ela fez dos alunos. Laura conta que percebia um desconforto por parte deles na hora de utilizar as pranchetas. “O aluno não conseguia ficar muito tempo sentado porque o banco é alto, não tem apoio para a coluna e isso causa dor nas costas e nas pernas”, explica.

Além disso, a busca por praticidade também estimulou a professora na hora de desenvolver o projeto. “A gente tem sala que é ateliê, os alunos trabalham com computador e precisam de tomada, essas salas eram usadas somente para essa finalidade, que nem as de prancheta. Então eu pensei: por que não juntar essas salas em uma só”, prossegue Laura Estrela.

Projeto foi criado pela professora Laura Estrela

Projeto foi criado pela professora Laura Estrela

A ideia dela deu certo. Hoje os estudantes contam com salas mais confortáveis, pois os desenhos passam a ser feitos em cadeiras e a Unit ganha salas funcionais, já que as bancadas, além de servir para as aulas de desenho, possuem tomadas para os computadores e ainda podem virar mesas comuns, nas quais os estudantes apoiam livros e cadernos.

As três salas já estão em funcionamento e cada uma delas comporta 40 alunos, quatro por bancada. A idealizadora do projeto lembra que as mesas representam economia para a instituição, pois a manutenção das tomadas, cadeiras e pranchetas, que antes era feita de forma separada, passa a ser integrada. E apesar de já ter conseguido atender às necessidades de professores e alunos, Laura Estrela ainda esperar melhorar o projeto. “À medida que os alunos forem utilizando, a gente vai ouvindo eles e aplicando questionários sobre o uso. Minha intenção é que através dessas respostas eu possa melhorar o desenho para que, caso haja uma próxima sala, ela já tenha um projeto melhorado”, planeja.

Compartilhe: