V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Autopromoção: habilidade é vista como tabu no mercado de trabalho

Se bem dosada, a autopromoção pode render frutos positivos no mercado de trabalho

às 21h04
No período pós-pandemia, a forma de autopromoção equilibrada pode ser um ponto positivo para aqueles que buscam prosperar no mercado de trabalho (Foto: Unsplash)
No período pós-pandemia, a forma de autopromoção equilibrada pode ser um ponto positivo para aqueles que buscam prosperar no mercado de trabalho (Foto: Unsplash)
Compartilhe:

Forma de autopromoção pode ajudar a determinar se prosperamos ou estagnamos no mercado de trabalho, dizem especialistas

A autopromoção é considerada uma habilidade que, se bem dosada, pode render frutos positivos no mercado de trabalho. Essa é a visão de especialistas em gestão de carreira sobre o assunto que é considerado tabu por muita gente. 

Os caminhos da autopromoção podem ser determinantes para que uma carreira prospere ou simplesmente fique estagnada. Mas o fato é que a ideia de exercitar essa prática faz com que muitos profissionais desistam antes mesmo de começar a colocar em prática essa estratégia. 

“Esse tabu é devido a uma questão estritamente cultural, algo que somos doutrinados desde criança, já que a ideia de ostentar habilidades e qualidades, não é algo bem visto, já que soa arrogante. Mas acredito que, na dose certa, a autopromoção pode sim ser um diferencial para evidenciar potencialidades e se tornar um profissional literalmente ‘visto’, notado entre os demais”, analisa da gerente do Unit Carreiras, Janaína Machado. 

Estudos comportamentais mostram que entre os homens a tendência maior é a de ‘vangloriar’ de conquistas e realizações quando questionados. Já entre as mulheres, o comportamento mais comum é o de subestimar habilidades e realizações. 

“Sentir orgulho das realizações profissionais deve ser considerado normal, pois exaltar habilidades, principalmente, em uma situação de mudança de emprego ou tentativa de promoção, por exemplo, na medida certa pode ser sim uma vantagem. É aquela história que sempre ressaltamos nos treinamentos e qualificações, ou seja, o saber ‘se vender’. Esse diferencial pode ser essencial para se mostrar necessário dentro da organização, ainda mais em períodos de crise”, orienta a gerente.  

No período pós-pandemia, a forma de autopromoção equilibrada pode ser um ponto positivo para aqueles que buscam prosperar no mercado de trabalho. “Neste processo é muito importante deixar a insegurança de lado, analisar seus pontos fortes e habilidades, desenvolvendo formas de expressar seus potenciais e conquistas de forma correta e assertiva. É algo que pode ser trabalhado, desenvolvido pelo profissional e que com certeza irá render frutos positivos”, enfatiza. 

 

Compartilhe: