V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Caism oferece atendimento a mulheres e homens trans de Aracaju

Mulheres e homens trans residentes em Aracaju podem procurar atendimento e exames de lâmina e mamas no Caism/Unit.

às 11h48
O Caism atende a população de Aracaju em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde.
O Caism atende a população de Aracaju em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde.
O Consultório também é um campo de estágio para os estudantes e oportuniza a prática clínica ginecológica.
Compartilhe:

O Consultório de Atenção Integral à Saúde da Mulher (Caism) da Universidade Tiradentes (Unit) está de portas abertas para mulheres e homens trans residentes em Aracaju. Oferecendo exame de lâmina e de mama gratuito, o Caism auxilia no rastreamento do câncer de colo de útero e de mama no município. 

“No Caism, atendemos a população de Aracaju em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde. Atendemos demanda espontânea, realizando exame clínico das mamas nas pacientes. Nesse momento também ensinamos às mulheres a fazerem a autoavaliação e damos orientações sobre doenças sexualmente transmissíveis e métodos contraceptivos”, explica a professora do curso de enfermagem, Manuela Vieira.

Os protocolos do Ministério da Saúde indicam que a população alvo para rastrear o câncer de colo de útero é de 25 a 64 anos, independente de ter filhos ou não. Há a orientação de que o exame de lâmina seja realizado anualmente e, após dois resultados (com intervalo de 1 ano entre eles) normais, pode-se realizar a cada três anos. “Na prática, a partir do momento que o indivíduo iniciou a atividade sexual, independente da faixa etária, a gente pede para que ele busque um serviço de saúde”, diz.

“Atualmente, se inicia a vida sexual mais cedo, mas infelizmente não é toda a população que está se prevenindo corretamente. O número de infecções sexualmente transmissíveis está aumentando e, consequentemente, o número de transmissão em relação ao HPV, um dos principais motivos pelos quais o câncer de colo de útero também. Então, a partir do momento que a mulher inicia a atividade sexual é importante iniciar o rastreamento, mesmo que não esteja dentro da população alvo”, orienta a professora.

A psicóloga e administradora, Tereza Ambrósio, já é acompanhada pelo Caism e garante a qualidade dos atendimentos. “Essa é a terceira vez que eu venho. Eu adoro todos os serviços da Unit. Quando disponibiliza qualquer atendimento, desde salão de beleza até tratamentos e maquiagem, oftalmologista, cardiologista, lá no ambulatório de Medicina, e aqui no Caism eu estou atrás. Acho tudo um primor, são serviços de excelente qualidade que a Unit oferece através de seus alunos”, afirma.

Homens trans

Outro público atendido pelo Caism são os homens trans, que segundo Manuela são um grupo negligenciado. “O homem trans é aquele indivíduo que se sente como um homem perante a sociedade, mas nasceu com os caracteres femininos. Então, também é preciso rastrear o câncer de colo de útero nele. Não podemos esquecer dessa população, pois não são todos os profissionais que conseguem abarcar esse público e não são todos os indivíduos que conseguem ter um bom atendimento nos serviços de saúde”, pondera a professora Manuela.

Os exames são gratuitos e basta agendar ligando para o número (79) 3218-2136.

Estágios

O Caism é um projeto de extensão realizado pelo curso de Enfermagem. Iniciado em 2007 e vinculado à disciplina Saúde da Mulher, o Consultório também é um campo de estágio para os estudantes e oportuniza a prática clínica ginecológica, fundamental para a formação do enfermeiro que irá atuar na Atenção Primária à Saúde. “Nós recebemos a paciente, conversamos com ela, fazemos o atendimento inicial e a anamnese, além de realizarmos os exames. É basicamente a vivência de uma UBS [Unidade Básica de Saúde]”, relata a estudante Maria Vitória.

Para o futuro enfermeiro, Stanley Santos de Araujo, a prática tem sido proveitosa. “As atividades são bem dinâmicas e legais pelo fato de adquirir novos conhecimentos, principalmente em relação à saúde da mulher. Inicialmente nunca tive interesse em ir muito a fundo nessa área, mas é importante ter o conhecimento. A prática nos leva a perfeição. quanto mais oportunidades tivermos de ir à campo, mais conhecimento adquirimos. E a Unit proporciona muito isso pra gente”, ressalta.

 

Leia também: Estudante realiza o sonho de cursar Enfermagem graças à nota do Enem

Compartilhe: