V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Consumo sustentável e consciência alimentar é tema de congresso

O 2º Congresso Nacional de Nutrição segue até sexta-feira, 2, com minicursos e palestras sobre a importância do nutricionista nestas questões.

às 12h04
Compartilhe:

Mais de 30 milhões de brasileiros vivem em situação de fome ou o que tem para comer não é suficiente para seu desenvolvimento físico e mental. Em contrapartida, cerca de 27 milhões de toneladas de alimentos são desperdiçadas por ano no Brasil. O nutricionista tem papel ativo no consumo sustentável e consciência alimentar da população. Por isso, a Universidade Tiradentes trouxe o problema como tema geral do 2º Congresso Nacional de Nutrição, que acontece até sexta-feira, 2.

“Consumo consciente ou sustentável é um consumo melhor em termos de escolhas alimentares, mais saudáveis, sem desperdícios. Numa sociedade moderna com muita tecnologia, o desperdício é maior ainda. Plantar o incentivo a uma alimentação saudável, despertar o consumo consciente com menos desperdício e motivar nossos alunos e profissionais da nutrição em condutas mais sustentáveis uma vez que a matéria prima do nutricionista é o alimento”, diz o coordenador operacional do curso de Nutrição, Dr. Hugo Xavier.

A ministrante do minicurso ‘aproveitamento integral dos alimentos’, a nutricionista egressa da Unit, Alicia Mylena apontou para a importância do papel do profissional da nutrição na conscientização das pessoas, que se tornarão multiplicadoras dos conhecimentos recebidos. “É papel do nutricionista promover saúde. O Guia Alimentar para a População Brasileira existe para utilizar como base e trazer o básico: arroz, feijão, ovo… e mostrar como preparar esse alimento de forma diferente”, diz.

“Quando a gente reeduca o nosso paciente, desde o mais rico ao mais pobre, a gente consegue combater a raiz do problema e assim vai passando de um para outro. Então, a gente precisa, como o nutricionista, reeducar a população, levar informação, porque a gente tem informação segura. Eu acho que isso é parte de nossa missão, como nutricionista”, acrescenta. 

Conhecimento para o estudante

Para a aluna de nutrição, Maiara Maranhão, é indispensável que o nutricionista conheça bem os alimentos e as maneiras de utilizá-los. “Já que a gente usa bastante o termo ‘desembalar menos, descascar mais’, a gente precisa entender a importância de evitar o desperdício. Por isso achei interessante esse minicurso porque mostra o aproveitamento do alimento, que é o que mais acontece na população hoje em dia, em que vários alimentos são descartados podendo ainda ser aproveitados”, diz.

A aluna de farmácia, Lorenna Pereira, também aproveitou para aprimorar os conhecimentos da nutrição em sua vida pessoal. “Eu sempre achei interessante as questões da alimentação, uso integral dos alimentos e como eles servem para preparos menos convencionais. E essa área do uso integral, evidencia o hábito de descartar diversas partes dos alimentos que não se costuma utilizar sempre, mas servem para outros preparos. Por isso, acho muito necessário para incorporar ao meu dia a dia”, conta.

Abertura

A cerimônia de abertura aconteceu nesta quarta-feira, 31, no auditório Padre Melo (bloco D, campus Farolândia), com a conferência da nutricionista, Drª Silvia Maria Voci, falando sobre a insegurança alimentar no Brasil. Outros profissionais de referência na área participarão do congresso, entre eles Antônio Guilherme Carvalho Neto (BA), Rakel Braz Mota Tavares de Almeida (GO), Drª Diva Aliete dos Santos Vieira (SE), Drª Andhessa Fagundes (MG), Isabela Maia dos Anjos (SE) e Mônica Araújo Espinheira (BA).

“A programação é muito vasta, falaremos de exemplos êxitos de sustentabilidade, alimentação saudável, alimentos orgânicos, insegurança alimentar e nutricional, consequências e estratégias para o combate à insegurança alimentar… O que nós sociedade em geral podemos fazer para diminuir esses números alarmantes em nosso país? Quais as consequências para homens, mulheres e crianças dessa insegurança alimentar, essas perguntas e respostas serão debatidas em nosso evento”, adianta Xavier.

 

Leia também: Nutrição EAD: saiba mais sobre a graduação

Compartilhe: