V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Debates no Dia do Estudante

Em alusão a data, Unit promove ciclos de debates para discussão de diversos temas e um bate papo com a Banda Detonautas.

às 18h18
Promover debates relevantes fora da sala de aula com momentos para discussões e reflexões em um espaço mais democrático. Na manhã da última sexta-feira, 19, a Universidade Tiradentes realizou, em alusão ao Dia do Estudante, rodas de conversas com docentes, convidados e acadêmicos no minishopping do Campus Aracaju Farolândia, da Unit.  
Alunos interagem com músicos
Alunos interagem com músicos
Debate sobre Violência, cidadania e Ética X Radicalismo Religioso - Mantenha suas crenças, sem perder o respeito
Apresentação da Banda Samba de Moça Só
Debate Sobre Processos Migratórios X Sustentabilidade
Interação aguçou o senso crítico
Músicos ficam atentos aos questionamentos
Tico Santa Cruz conversa com alunos
Compartilhe:

Empoderamento feminino, transgêneros, processos migratórios e sustentabilidade, radicalismo religioso, violência, cidadania e ética foram temas abordados no evento. “É um momento para promover o crescimento e desenvolvimento cognitivo e intelectual dos alunos. Além disso, uma oportunidade para ouvir os estudantes de outros cursos, e ter liberdade para essas discussões. São assuntos que merecem ser discutidos”, declara o professor e psicólogo Alvaci Resende.

“Achei muito relevante trazer esses temas para fora da sala de aula. É importante a gente saber lidar e conviver de uma forma mais benéfica com as diferenças e com as pessoas”, afirma Mônica Nunes, estudante do 5º período do curso de Psicologia.

Ao término dos ciclos de debates, aconteceu a apresentação musical da banda Samba de Moça Só. “A intenção é de trazer aos nossos alunos o que eles fazem de melhor, que é discutir assuntos e absorver conhecimentos. Com a música, promover também um momento de integração”, observa Marianna Muniz, gerente de Marketing da Unit.

Show de bate-papo

Banda de rock’n roll brasileiro que está na estrada há quase duas décadas, a Detonautas Rock Clube foi representada por cinco de seus seis participantes em um bate-papo na última sexta-feira, 19, em comemoração ao dia do estudante. O tom principal da conversa foi motivar a comunidade acadêmica a não desistir de seus sonhos, por mais que possam parecer impossíveis em dadas circunstâncias.

“A gente acredita até hoje que é possível viver fazendo o que gosta. Um dos elementos essenciais para isso acontecer é haver união e respeito entre o grupo que você participa. Juntos, criamos um novo elemento, um novo organismo, uma força maior que acaba sendo maior que as partes”, comenta o baixista da banda, André Macarrão.

Desde 1997 na estrada, a grande lição para a banda Detonautas foi superar os comentários negativos ou mesmo desacreditados sobre sua atuação e proposta nos palcos. “Chegavam para nos dizer que não seria possível viver daquilo que a gente queria viver. Sempre foi muito recorrente essa ideia de que fazer música e sobreviver da nossa arte não levaria a lugar nenhum. O que todo mundo precisa ouvir é que quando se tem um sonho que não é padrão, ou estabelecido pela sociedade, que muitos se voltam para desacreditar, você precisa segurar a onda e não baixar a guarda. Estudantes: nunca se sujeitem a acreditar em uma inverdade dessas!”, assegura o vocalista da banda Detonautas, Tico Santa Cruz.

O comandante da banda reforça, ainda, que não se propõe a ter intermediário com seu público. Construir esse tipo de contato que vivenciaram com estudantes da Unit faz com que os integrantes acreditem em uma conexão mais aprofundada com seu público, sem interferências, propiciando um ambiente interessante. “A Detonautas sempre soube trabalhar de forma independente da mídia, em paralelo com seus fãs e atendendo às demandas do mercado. Isso nos realiza profissionalmente, pois nunca precisamos nos sujeitar a algumas posturas para conseguir lugares com holofotes sociais – como vemos que acontece na atualidade”, explica.

 

 

Compartilhe: