V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Desembargador sergipano é homenageado pelo Grupo Tiradentes

Helvécio iniciou sua vida acadêmica da Universidade Tiradentes. Além de homenagear o ex-aluno pelos 57 anos da Instituição o título celebra o fato do curso de Direito ter nota máxima (5) junto ao MEC

às 00h43
Compartilhe:

Presidente do Tribunal de Justiça do Tocantins, o desembargador Helvécio de Brito Maia Neto foi o homenageado na noite que encerra os festejos pelos 57 anos do Grupo Tiradentes. Egresso da Universidade Tiradentes, Helvécio recebeu o Título de Benemérito da Universidade e destacou sua trajetória profissional.

Especialista em Direito Constitucional pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa – FDUL/Esmape e mestre em Ciências Constitucionais, Helvécio iniciou sua vida acadêmica da Universidade Tiradentes. Além de homenagear o ex-aluno pelos 57 anos da Instituição o título celebra o fato do curso de Direito ter nota máxima (5) junto ao MEC.

“É uma alegria retornar à Universidade Tiradentes e saber que a academia que estudei hoje é nota máxima no MEC no curso de Direito. Fico honrado em receber essa homenagem e dizer que minha trajetória começou aqui. O compromisso do grupo com o ensino superior só aumentou com o tempo”, declarou.

Reitor da Universidade Tiradentes, professor Jouberto Uchôa, ao lado da vice-reitora Amélia Uchôa, destacou que Helvécio orgulha a Instituição e é referência para os acadêmicos não só do curso de Direito, mas de todas as áreas pela dedicação profissional. “Helvécio é mais um sergipano que leva a força de Sergipe para outros estados. Um aluno brilhante, dedicado que nos orgulha muito pela sua trajetória. É um reconhecimento público à competência e profissionalismo desse ilustre sergipano que levou com nobreza o nome da nossa instituição para além do estado de Sergipe”, afirmou.  

Natural de Aracaju, Helvécio de Brito Maia Neto formou-se Bacharel em Direito pela Universidade Tiradentes em 1986. Ainda em Aracaju, respondeu pelo cargo comissionado de Subdelegado da Polícia de Aracaju; foi Delegado Metropolitano da Polícia de Aracaju e Defensor Público. Ingressou na Magistratura em 1989, após aprovação no primeiro concurso para juiz, do então recém-criado Estado do Tocantins, atuando nas comarcas de Araguacema, Araguatins, Colinas, Paraíso e Palmas.

No TJ de Tocantins, o desembargador atuou como Presidente da Associação dos Magistrados do Estado do Tocantins (Asmeto), por três mandatos (2000/2002 – 2002/2004 – 2012/2014), Diretor Adjunto da Escola Superior da magistratura Tocantinense (Esmat) e corregedor-geral da Justiça na última gestão.

Estiveram presentes à solenidade o presidente do TJ de Sergipe, desembargador Osório Ramos,  os juízes Iolanda Guimarães e Manuel Costa Neto, além de familiares do homenageado e professores da Unit.

Compartilhe: