V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Dia Mundial da Prematuridade: Unit sedia evento científico

5ª Jornada da Prematuridade possui abrangência internacional, conta com a participação de palestrantes de diversos Estados Brasileiros.

às 14h56
Fonte: Governo de Sergipe
Fonte: Governo de Sergipe
Compartilhe:

No mês de sensibilização ao tema, diante do Dia Mundial da Prematuridade, neste dia 17, a 5ª Jornada da Prematuridade acontece até hoje, 18, no campus Farolândia da Universidade Tiradentes. O evento científico, que possui abrangência internacional, conta com a participação de palestrantes de diversos Estados Brasileiros, incluindo estudiosos do âmbito federal e apoiadores também de outros países.

O workshop foi ministrado pela assessora e consultora do Método Canguru do Ministério da Saúde (MS), a enfermeira e especialista em Neonatologia Sandra Regina de Souza Vogler, que também é doutora Ciências pelo Programa de Pós-Graduação Enfermagem em Saúde Pública da EERP/USP, mestra pela UNIFESP, e membro do United States Institute for Kangaroo Care (USIKC), dos Estados Unidos (EUA).

Assim, a Secretaria de Estado da Saúde de Sergipe celebra o sucesso do Método Canguru implantado na Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL), que permite que os pais tenham uma maior participação nos cuidados neonatais e ocorre em três etapas: a primeira delas no pré-natal na gestação de alto risco, e, após, na internação do recém-nascido prematuro na Unidade Neonatal. Os pais devem ser acolhidos na Unidade Neonatal, receber informações sobre as condições de saúde do seu filho, os cuidados dispensados, as rotinas, o funcionamento da unidade e a equipe que cuidará de seu filho.

Segunda etapa: nesta etapa o bebê permanece de maneira contínua com sua mãe e a posição canguru deve ser realizada o maior tempo possível. A mãe participa ativamente dos cuidados do prematuro, e deve estar apta para colocar o bebê na posição canguru.

A terceira etapa: é quando o bebê vai para casa e é acompanhado, juntamente com sua família, no ambulatório Maria Creuza de Brito Figueiredo e/ou em casa até atingir o peso de 2.500 g. O bebê passará a ser acompanhado por uma equipe multiprofissional composta por médicos, neonatologistas, oftalmologistas , neuropediatras, além de fisioterapeutas, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem. Toda equipe multidisciplinar.

A V Jornada Estadual da Prematuridade teve um início em 2015, ainda com o Seminário da Unidade Neonatal ‘Carline Rabelo de Oliveira’, da MNSL, e a ideia é fomentar informações por meio dos palestrantes, além de abordar sobre evidências e o que está em discussão na comunidade científica, segundo explica a gerente da UTI Neonatal da MNSL, a enfermeira Monique Daniela Cabral. “O objetivo do workshop é contextualizar a metodologia Canguru, que é a parte do stress relacionado tanto aos bebês, como às suas famílias e aos profissionais de saúde. Por isso esse workshop é uma prévia do evento”.

Método Canguru

O Método Canguru é um modelo de assistência ao recém-nascido prematuro e sua família, internado na Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL), em Aracaju, voltado para o cuidado humanizado, reunindo estratégias de intervenção biopsicossocial.

Esses profissionais atuam no âmbito da Política de Humanização Perinatal – assistência materno-infantil, garantindo o devido acompanhamento de bebês prematuros de alto risco, que nasceram na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL).

Novembro Roxo

Mundialmente são realizadas ações de conscientização no mês de novembro, visando conscientizar e alertar a sociedade, para a questão da prematuridade. Além disso, são realizados também, eventos científicos que expõem e discutem a qualidade do cuidado e seus avanços.

 

Fonte: Governo de Sergipe, com informações do portal Espaço Livre Notícias

Compartilhe: