V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Estudiosos discutem impacto das novas tecnologias nos direitos humanos


às 21h23
Compartilhe:
Desembargador Luis Grandinetti

Desembargador Luis Grandinetti

Na tarde desta quarta-feira, 30 de outubro, referências nacionais no mundo jurídico participaram do 4º Seminário do Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Tiradentes e do 2º Seminário de Novas Tecnologias e o Impacto nos Direitos Humanos. Os eventos integram a programação da Semana de Pesquisa da Unit – Sempesq.

A mesa-redonda foi mediada pela professora doutora Karyna Sposato, coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Tiradentes, e contou com a participação do professor Eduardo Macedo, coordenador do curso de graduação. O primeiro conferencista foi o desembargador do Rio de Janeiro Luis Gustavo Grandinetti, docente da pós em Direitos Humanos da Unit.

Para Grandinetti, as novas tecnologias são potencialmente violadoras de direitos humanos e garantias constitucionais. “A primeira garantia que se quebra é a da presunção de inocência, que não resiste ao julgamento pelas redes sociais. O direito de não se autoincriminar também se rompe com novas tecnologias que, a todo momento estão invadindo o corpo humano para extrair elementos de

Professores Eduardo Macedo e Karyna Sposato

Professores Eduardo Macedo e Karyna Sposato

prova. Agora, já é possível usar o DNA em processo criminal. As inovações tecnológicas prometem um mundo novo, maravilhoso, mas trazem a possibilidade de violação de direitos humanos de magna importância para o estagio atual da nossa civilização”, analisa o palestrante.

Além do desembargador e docente, o seminário contou com a participação da professora Maria Cristina Cereser Pezella (UNOESC), coordenadora do Grupo de Pesquisas sobre Direitos Fundamentais Civis do CNPq; e do professor Ricardo Carneiro, procurador do Trabalho, mestre e doutorando em Direito Constitucional pela Universidade de Sevilha (Espanha). 

Compartilhe: