V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Igreja da Comandaroba: um dos monumentos de maior valor do Estado 

Localizada no município sergipano de Laranjeiras e tombada pelo IPHAN, a igreja da Comandaroba foi construída em 1731, às margens do rio Cotinguiba.   

às 15h44
Compartilhe:

A segunda cidade mais antiga de Sergipe, Laranjeiras, possui uma longa história de tradição e com rico acervo artístico. O município tem o seu patrimônio material tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, desde 1996, e pelo Governo do Estado de Sergipe.

Com uma série de monumentos históricos e diversas opções de atrativos turísticos, a cidade tem uma relação com a cultura dos séculos XVI ao XIX no Brasil.  Entre essas opções está a Igreja de Nossa Senhora da Conceição de Comandaroba. O local apresenta as características das demais construções jesuíticas no Nordeste, sendo erguida para se tornar a segunda residência desses religiosos na região.

Restaurada no início dos anos de 1950 e tombada pelo IPHAN, a igreja é considerada um dos monumentos históricos de maior valor no Estado e está localizada a aproximadamente 1 km do centro da cidade.

De acordo com o portal do município de Laranjeiras, provavelmente a igreja foi uma das últimas construções dos padres da Companhia de Jesus em terras sergipanas, que, em 1759, foram expulsos da Colônia, tendo seus bens confiscados pelo governo português.

Após a saída dos religiosos, os bens e terras foram leiloados às famílias da região. A história expõe que o fato pode ser comprovado pelo grande número de túmulos no chão da igreja, com nomes de senhores de engenhos e suas famílias. O local passou por pequenas reformas, mesmo sem que tivesse grandes modificações no seu interior, além dos objetos de arte deixados pelos jesuítas.

Entre as curiosidades do local, a Igreja de Comandaroba também é destaque no município por possuir um antigo túnel de rota de fuga dos jesuítas, sendo uma rota até a ‘Gruta da Pedra Furada’ que fica próxima à igreja.

No seu pórtico, de pedra calcária, e no arco cruzeiro estão gravados monogramas que confirmam suas origens e da sua padroeira, a Virgem da Conceição.

Com informações do Site de Laranjeiras e Revista Ohun | Fotos: Tripadvisor

 

Leia também:

Descubra o Parque dos Falcões 

Compartilhe: