V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Mais da metade dos médicos enfrentam esgotamento físico e mental no Brasil

Muitos médicos brasileiros enfrentam estresse, esgotamento e ansiedade, além da falta de estrutura nos ambientes de trabalho.

às 11h39
Imagem: Freepik
Imagem: Freepik
Compartilhe:

Os impactos da pandemia de covid19 vão além das questões epidemiológica, econômica e social. Um dos principais problemas enfrentados durante o período foi o esgotamento físico e mental dos médicos e demais profissionais da área da saúde. Com altos e baixos da doença, a situação ainda é a mesma.

Pesquisas realizadas pelas associações Médica Brasileira (AMB) e Paulista de Medicina (APM) mostram que 57% dos médicos se queixam de dificuldades da dispensação dos tratamentos aos pacientes com covid19, o que coloca também coloca em risco a saúde das equipes.

Para os médicos entrevistados, 45% acreditam que faltam profissionais de saúde para atender pacientes com a doenças. Esse número foi maior do que os 32% registrados em fevereiro de 2021. Muitos também reclamaram da falta de equipamentos de proteção individual (EPIs), como luvas, máscaras e aventais, além de medicamentos e leitos.

Mais de 50% dos médicos admitiram esgotamento físico e mental, ou apreensão diante dos constantes aumentos do número de casos em razão do surgimento de novas variantes e subvariantes cada vez mais infecciosas. Por vezes, os sinais de esgotamento são nítidos até para quem vê.

Cerca de 64% dos profissionais apresentam sintomas de sobrecarga, 62% de estresse, 57% de ansiedade, 56% de exaustão física ou emocional e 39% têm dificuldades para dormir.

*com informações da Agência Brasil e FioCruz

 

Leia também: A terapia pode ser a saída para viver melhor

Compartilhe: