V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Mais de 100 alunos Unit já participaram de intercâmbios

Só no primeiro semestre de 2013, 68 acadêmicos estudaram em universidades do México, Estados Unidos e países europeus

às 19h18
Compartilhe:
Alunos participaram no primeiro semestre de reunião sobre Ciência sem Fronteiras

Alunos participaram no primeiro semestre de 2013 da reunião sobre o Ciência sem Fronteiras

Os programas de intercâmbio acadêmico da Universidade Tiradentes e do Governo Federal Ciência sem Fronteiras têm contribuído para a mobilização de estudantes de diversos cursos de graduação da Unit. Até agora, mais de 100 alunos já tiveram a oportunidade de estudar em universidades localizadas no México, Estados Unidos e diversos países europeus. No primeiro semestre deste ano, 68 estudantes tiveram a experiência de estar em contato com outras culturas e idiomas. A expectativa é que este número duplique até o final de 2013.

“Os programas de mobilidade acadêmica propiciam uma ampliação na qualidade da formação dos estudantes. Através de uma experiência internacional, o aluno estará em contato com culturas e fazeres que são distintos ao do nosso País, além de melhorar sua qualificação profissional”, acredita o coordenador de Relações Internacionais da Unit, Matheus Batalha.

Durante seis meses, o estudante do 8º período de Jornalismo, José Rivaldo Soares, esteve na Universidade Nova de Lisboa, em Portugal. A oportunidade de estudar fora do País, através do intercâmbio acadêmico, e de conhecer outra cultura, também possibilitou ao aluno a vivência na futura profissão. “Consegui publicar vários trabalhos e uma reportagem especial em junho deste ano, no caderno de turismo em um jornal impresso local em Sergipe. Agora estudarei para o mestrado e a internacionalização no currículo conta muitos pontos”, acredita. Camilla Freitas é outra estudante da instituição que se aventurou no intercâmbio. Pelo Ciência sem Fronteiras, a aluna do 8º período de Engenharia de Petróleo estudará durante um ano e quatro meses na University of Colorado, Estados Unidos. Para ela, a experiência será enriquecedora. “É tudo muito novo. A cultura, a forma americana de ensinar, as leis de trânsito, os hábitos alimentares, a paisagem, o estereótipo das pessoas que vivem aqui em Boulder. É tudo muito encantador e instigante. Sairei desse intercâmbio com uma enorme bagagem”, ressalta Camilla.

Camila (a direita) no dia das boas-vindas aos novos alunos na University of Colorado

Camila (à direita) no dia das boas-vindas aos novos alunos na University of Colorado. (Foto: Arquivo pessoal)

A experiência que a estudante acredita absorver com a internacionalização também é pontuada pelo professor Matheus Batalha. Segundo ele, algumas das principais mudanças do aluno após a experiência em outro País está no foco e desempenho profissional. “A principal mudança corresponde à maturidade dos estudantes, especialmente relacionada à capacidade de elencar objetivos claros e diretos para sua formação e futura atuação profissional. Após participar de um programa de intercâmbio, o aluno se sente mais bem preparado para atuar no mercado de trabalho, porque experimenta novas formas de atuar profissionalmente que já são tendências no exterior”, afirma.

GASTRONOMIA

A cada semestre, a Universidade Tiradentes divulga editais de programas de intercâmbio que contemplam diversas áreas do conhecimento. Dentre os cursos está o de Gastronomia. Karen Pina, por exemplo, tem boas histórias para contar do intercâmbio que fez na Universidade Autónoma de Puebla – Buap. “Já tinha vontade de conhecer o México e acabou surgindo a oportunidade com o intercâmbio. Eu estudava em todos os turnos, também tinha aulas de espanhol e participava de um estágio no restaurante da própria universidade. Aperfeiçoei meu espanhol e amadureci muito”, conta Karen após seis meses de estudos na Buap.

Enquanto a acadêmica retoma as atividades na Unit, João Paulo Souza dos Santos do 3º período do curso se prepara para a experiência internacional pelo programa de intercâmbio Santander Universidades. O estudante embarca no primeiro semestre de 2014 para o México, onde estudará na Buap. “É um País rico na gastronomia, com ingredientes muito diversificados. Não podemos ficar limitados a aprender a culinária de um único lugar. Temos que incrementar cada vez mais nosso currículo, aprender as novas tendências da profissão”, acredita.

João Paulo: "Não podemos ficar limitados a aprender a culinária de um único lugar"

João Paulo: “Não podemos ficar limitados a aprender a culinária de um único lugar”

Para a coordenadora do curso de Gastronomia, professora Katia Viana, os resultados obtidos com as ações dos estudantes têm contribuído para o reconhecimento do curso no mercado de trabalho. “O interesse, a aprovação dos alunos, só ratifica o crescimento e a solidificação do curso e da profissão”, argumenta.

NOVOS EDITAIS

Estudantes interessados em fazer um intercâmbio acadêmico devem ficar atentos. Foram divulgados novos editais para Argentina, Espanha, Portugal, México e Colômbia. Para saber mais informações acesse o site de Relações Internacionais da Unit.

Fotos: Marcelo Freitas

Compartilhe: