V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Mestre em biologia parasitária iniciou carreira com Iniciação Científica na Unit

Anne Caroline participou de diversas atividades na Unit, entre eles, dois projetos de Iniciação Científica.

às 12h17
Mestre em biologia parasitária, Anne Caroline Santos Ramos iniciou a carreira na Iniciação Científica.
Mestre em biologia parasitária, Anne Caroline Santos Ramos iniciou a carreira na Iniciação Científica.
Compartilhe:

Para Anne Caroline Santos Ramos a carreira acadêmica começou ainda na Universidade Tiradentes (Unit). Enquanto cursava Biomedicina, a egressa participou de dois projetos de Iniciação Científica (IC) e hoje é mestre em Biologia Parasitária.

Durante a graduação, ela participou de diversas atividades, como monitora da disciplina de Parasitologia Humana e Clínica, foi secretária da Liga Acadêmica de Hematologia (LIAH) e participou da Iniciação Científica no Laboratório de Biologia Molecular do Instituto de Tecnologia e Pesquisa (ITP).

“Durante a graduação sempre aproveitei as oportunidades que a Unit cedia para os alunos. Desde estágio extracurricular, monitorias e Iniciação Científica no ITP. Tais oportunidades foram essenciais para minha formação profissional. Sem dúvida, a participação em um grupo de IC abriu caminho para que eu buscasse mais especializações, como o mestrado”, contou.

O primeiro projeto de IC de que Anne participou foi em 2015, pesquisando o efeito antimicrobiano de nanopartículas de platina sintetizadas a partir de extratos foliares de Anacardium occidentale. Em 2017, ela participou do segundo projeto para a obtenção de filme de quitosana dopado com extrato de Anacardium occidentale para revestimento de cateter venoso central.

Segundo ela, participar desses projetos foi essencial para se tornar uma pesquisadora. “Sem realizar a IC, minha jornada seria um pouco mais complicada. A dinâmica de funcionamento de um laboratório de pesquisa é bem diferente de um laboratório clínico. Nós, enquanto alunos, possuímos mais independência para realizar os experimentos e tomar conta deles como nosso bebê, fazendo com que ele cresça e culmine numa publicação”, disse.

Para ela, o resultado de um trabalho de pesquisa é sentido tanto na comunidade científica quanto pela população. “A inovação criada pela nossa pesquisa pode gerar impactos altamente positivos para a população e pode ser rentável, como as patentes registradas por colegas e professores em suas pesquisas realizadas na Instituição”, complementou.

Àqueles que desejam ingressar no curso de Biomedicina, Anne indica que vivam as oportunidades oferecidas na universidade. “Deixo para os futuros colegas de profissão o seguinte conselho: se puderem, realizem uma Iniciação Científica ou algum projeto de pesquisa, pois sem dúvidas é uma experiência enriquecedora para nossa evolução profissional e para a sociedade”, concluiu a biomédica.

 

Leia também: Unit está entre as faculdades que mais formam Engenheiros Civis

Compartilhe: