V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Jornalismo da Unit brilha no 5º Prêmio Setransp

Profissionais formados pela Universidade Tiradentes e alunos da instituição conquistam nove troféus. Foram quatro primeiros lugares em sete categorias

às 18h54
Profissionais formados pela Universidade Tiradentes e alunos da instituição fizeram a diferença no 5º Prêmio Setransp de Jornalismo, iniciativa do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju, em parceria com o Sindicato dos Jornalistas de Sergipe – Sindijor. Eles venceram nove, dos 21 troféus distribuídos em sete categorias. Foram quatro primeiros lugares (em reportagem impressa; televisiva; on-line e laboratório). O concurso premiou os melhores trabalhos cujo tema de fundo foi a relevância do transporte público no acesso aos demais serviços essenciais.
Alunos da Unit comemoram com a professora Juliana Almeida
Alunos da Unit comemoram com a professora Juliana Almeida
Célia Silva ao lado do repórter fotográfico Jorge Henrique (Foto: jornaldacidade.net)
Ana Paula Aquino no momento da premiação (Foto: jornaldacidade.net)
Maristela Niz entre colegas premiados da TV Sergipe (Foto: Flávio Antunes/G1)
Os premiados Milton Alves Junior, Priscila Andrade e Fredson Navarro (Foto: arquivo pessoal/Fredson Navarro)
Compartilhe:

Com informações do G1 Sergipe e do Jornaldacidade.net

Na categoria Reportagem Impressa, Milton Alves Junior, do Jornal do Dia, conquistou a primeira colocação com o trabalho intitulado “78% dos pacientes dependem do transporte público para chegar ao Huse”. “No momento em que o cerimonial anunciou o meu nome como vencedor, me veio na memória as madrugadas acordadas ainda criança, quando observava o carro dos jornais irem buscar meu pai (o jornalista Milton Alves) para levá-lo às redações da época. Me vieram os inúmeros ‘puxões de orelhas’ carregados de educação e aprendizagem que recebi enquanto acadêmico da Universidade Tiradentes, em especial das professoras Poliana Bittencourt e Ester Mambrini. Hoje agradeço pela metodologia aplicada e dedico o prêmio também para os mestres da Unit, que sempre se mostraram interessados em formar profissionais de qualidade”, comenta Milton Junior.

As jornalistas Maristela Niz (TV Sergipe) e Priscila Andrade (TV Atalaia) venceram, respectivamente, os dois primeiros prêmios na categoria Reportagem Televisiva. “Ter o trabalho reconhecido é maravilhoso, mas o maior prêmio para mim, como jornalista, é ser recebida com carinho pelo telespectador que confia muito no nosso trabalho e na verdade da informação que é transmitida”, destaca Maristela, que assina a reportagem vencedora “Transporte público: em busca de serviços essenciais – o assento preferencial é lei”.

Na categoria On-line, profissionais formados pela Unit venceram os três prêmios. O primeiro lugar ficou com Célia Silva, do JC On-line, com a reportagem “Um terço de Aracaju usa o ônibus”. O segundo colocado foi Fredson Navarro, do G1 Sergipe, que abordou a falta de conscientização no transporte público da Grande Aracaju; e o terceiro troféu foi entregue a Ana Paula Aquino, também do JC On-line. Ela é a autora da reportagem “Corujões garantem retorno para casa de 1.500 trabalhadores noturnos”.

Estudantes

Todos os três prêmios entregues na categoria Reportagem Laboratório foram para estudantes da Universidade Tiradentes. Os trabalhos foram desenvolvidos na disciplina Radiojornalismo I, ministrada pela professora Juliana Almeida, que também foi premiada como profissional na categoria Reportagem Radiofônica.

O primeiro lugar entre os estudantes ficou com Leonardo Tomaz da Silva e a reportagem “Mobilidade urbana: o transporte público como facilitador de serviços”. O trabalho aborda a responsabilidade do cidadão e do poder público em manter o serviço. “Procurei ouvir todo tipo de usuário para saber das opiniões distintas e quais as sugestões para a possível melhoria no setor. Um dos fatores que me levaram ao primeiro lugar, acredito, foi a exploração da paisagem sonora, presente na produção radiofônica para permitir a imaginação visual da situação, através de músicas e efeitos sonoros”, avalia Leonardo.

A segunda colocação foi para Williams Rodrigues Silva, com a matéria especial “Transporte deficiente”. A partir do relato de um trabalhador cadeirante ele mostrou que, apesar de atender cerca de 12 mil deficientes, o transporte público ainda não é completamente acessível, embora quase toda a frota possua recursos como elevador e piso tátil. “Na ótica do Setransp, os avanços dependem  também da infraestrutura externa em terminais e calçadas e as melhorias virão com a Licitação do Consórcio da Grande Aracaju. Já para o vereador Lucas Aribé, falta fiscalização quanto ao cumprimento da legislação e também boa vontade da própria população em integrar os deficientes”, relata Williams

O terceiro troféu na categoria Laboratório foi para o aluno Adeilton Santana Nogueira, autor da reportagem “BRT Aracaju: esperança de eficiência”.  Segundo a professora Juliana Almeida, esse é o resultado de um trabalho com foco em editais de prêmios, desenvolvido desde o início do semestre. “Isso é muito importante, pois representa um estímulo a mais para que os alunos aprimorem o trabalho. Os meninos que ganharam de fato produziram um material muito bacana, com aquilo que aprenderam em sala de aula, dentro da perspectiva do desenvolvimento de competências. Partimos da teoria e fomos para a prática, na produção de reportagens com qualidade textual e de paisagem sonora. A qualidade sobressaiu tanto que os três prêmios da categoria foram para o radiojornalismo, apesar de haver trabalhos em outras mídias”, analisa a docente.

Compartilhe: