V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Pós-graduação: entenda as diferenças entre as modalidades

Com o mercado de trabalho cada vez mais competitivo, investir em uma pós-graduação tem se tornado cada vez mais fundamental para se destacar na carreira escolhida.

às 14h56
Imagem: Freepik
Imagem: Freepik
Compartilhe:

O mercado de trabalho vem buscando, cada vez mais, por profissionais que se destacam em suas áreas. Com essa necessidade, os profissionais buscam por diferenciais em sua carreira. Após finalizar a graduação, eles buscam pela pós-graduação. Mas, na hora de escolher, qual a modalidade ideal?

O Ministério da Educação define duas modalidades para os cursos de pós-graduação. São elas: a stricto sensu e a lato sensu. Entre as diferenças, vale destacar que uma pós-graduação stricto sensu é mais voltada para a área acadêmica enquanto a lato sensu é voltada para o mercado de trabalho e incluem programas de especialização e os cursos designados como MBA (Master Business Administration).

A pós-graduação stricto sensu compreende programas de mestrado e doutorado abertos a candidatos diplomados em cursos superiores de graduação. Nesta modalidade, o profissional precisa desenvolver um projeto de pesquisa que será avaliado, frente a uma banca de pesquisadores, e aprovado para receber um título de “mestre” ou “doutor”.

Para quem busca incessantemente pelo conhecimento, a Universidade Tiradentes oferta diversos cursos na modalidade lato sensu nas áreas de Biomedicina, Engenharia, Educação, Estética, Direito, Enfermagem, Fisioterapia, Gestão, Medicina, Nutrição, Odontologia, Psicologia, Segurança Pública e Serviço Social. Já na modalidade stricto sensu, a Unit conta com seis programas de pós-graduação reconhecidos com mestrados e doutorados de excelência, sendo cinco próprios e um em rede. Dos programas, cinco possuem conceito 5 e um deles possui o conceito 4, atribuído pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES.

 Veja também: Programas de Stricto Sensu da Unit são destaques em edital da Capes

 Com informações do Ministério da Educação – MEC.         

Compartilhe: