V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Pré-Caju: o maior carnaval de rua fora de época está de volta

Por 23 anos, o Pré-Caju se tornou uma tradição sergipana, chegando a levar 300 mil pessoas por dia ao Corredor da Folia com muita música e animação. 

às 14h54
Foto: Jorge Henrique Oliveira
Compartilhe:

Criado em 1992, o Pré-Caju já foi considerado a maior prévia carnavalesca do país, chegando a reunir mais de 300 mil pessoas por noite no Corredor da Folia instalado em Aracaju (SE). A última edição aconteceu em 2014 e após sete anos de pausa, a maior festa de rua de Sergipe está de volta em 2022 e acontecerá de 05 a 07 de novembro, na Orla de Atalaia. 

Carinhosamente chamado de ‘Précas’, a festa é uma referência de variados ritmos musicais, unindo artistas do axé-music até o pop rock brasileiro, com a realização de shows inesquecíveis, como de Roberto Carlos, Roupa Nova, Maria Bethânia, Vanessa da Mata, Paralamas do Sucesso, Legião Urbana, A-ha, Júlio Iglesias, Tim Maia e Os Trapalhões com os quatro integrantes.

Para muitos foliões, o Pré-Caju é um dos mais atraentes carnavais fora de época do Nordeste brasileiro. Para outros, um festejo, cujo sucesso tem sido comprometido pelas sucessivas mudanças estruturais. Mas, a verdade é que a prévia carnavalesca aracajuana, ao longo dos seus 12 anos de existência, tem sido testemunha de emoções explosivas entre adeptos comuns e consagrados de todo o país.

História do Pré-Caju

O Pré-Caju oficializou sua primeira aparição no rol dos demais carnavais fora de época em julho de 1992, criado pelo empresário Fabiano Oliveira, com a festa “Suas Férias Com Amor”, num trajeto que se estendeu da Orla de Atalaia em direção  à então casa de shows Augustu’s, situada na Coroa do Meio. O primeiro bloco, ‘Com Amor’, trouxe também ao evento a primeira participação do grupo Asa de Águia. Neste mesmo ano, os eternos fãs da banda “Mamonas Assassinas”, dançaram pela penúltima vez o inusitado rock que aplaudia como nenhum outro a irreverência no palco.

A festa deu tão certo que no ano seguinte, em 1993, mais duas bandas participaram, tendo início ao então o Pré-Caju com os blocos ‘Com Amor’ trazendo a banda Asa de Águia, ‘Brilho’ com a banda Brilho e o ‘Bloco Papagaios’ com a banda Cheiro de Amor. Ainda no ano de 1993, o Pré-Caju foi incluído oficialmente no calendário turístico e cultural da cidade de Aracaju, através da Lei Municipal nº 1985 de 21 de maio de 1993.

Em 1994, a festa cresceu mais ainda. Entraram os blocos Bora Bora, Fascinação, Dino, Gula, Eva, Tricolor da Vila, entre outros. A festa tinha abertura no domingo com os blocos das crianças e continuava de quarta-feira até domingo com os desfiles dos blocos alternativos e oficiais, totalizando nove trios por noite, além dos trios e bandas que puxavam a pipoca. Por cinco anos consecutivos, o Pré-Caju foi eleito pela crítica especializada e pelos foliões em geral como maior e melhor prévia carnavalesca do Brasil, sendo considerado um evento Hours Concurs no gênero.

A última edição foi realizada em 2014, e em agosto de 2022, o então organizador do evento, Fabiano Oliveira, anunciou seu retorno após uma pausa de sete anos. Dessa vez, os trios e blocos desfilarão em um novo circuito na Orla de Atalaia, partindo da Passarela do Caranguejo em direção ao novo Farol. Serão três dias de festa, entre os dias 05 e 07 de novembro, sendo que no primeiro dia a festa será realizada em um espaço fechado, o Camarote Aju, nos outros dias acontecerá o desfile dos blocos.

 

Com informações do site Pré Caju

Leia mais: Professor da Unit fala sobre a festa de Lambe-sujo e Caboclinhos

Compartilhe: