V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Processos biotecnológicos e biofilme foram discutidos durante Sempesq

Alunos da pós-graduação cientifica e da graduação dos cursos da área da Saúde participaram de seminário sobre processos Biotecnológicos e Biofilme

às 15h01
Grandes nomes da pesquisa científica ministraram palestras
Grandes nomes da pesquisa científica ministraram palestras
Seminário foi uma realização do PBI
Compartilhe:

O seminário científico e tecnológico do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia industrial (PBI) aconteceu no último dia 24,  dentro da programação da Semana de Pesquisa (Sempesq) da Universidade Tiradentes.

Dentre os temas tratados, a caracterização físico-química de sistemas micelares empregados em processos biotecnológicos e biofilme fúngico como uma ameaça à saúde. Tanto os alunos de pós-graduação, quanto os que estão cursando a graduação tiveram a oportunidade de interagir com dois grandes nomes da pesquisa cientifica, o professor Dr. André Luis Santos, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, e a professora Dra. Luciana Pellegrini Malpiedi, da Universidade Nacional de Rosário, localizada na Argentina. “Para os alunos é muito importante ter esse conhecimento da base cientifica. Há uma grande possibilidade de conhecer novos ambientes e aumentar o currículo” afirma Dr. André Luis Santos.

O coordenador do PBI, professor Marcelo Mendonça, acredita que esse contato com o universo da pós-graduação pode ajudar os graduandos a até estabelecer uma pretensão de cursar o PBI depois de se formar. “Os alunos de graduação podem construir uma rede de relacionamentos com esses profissionais que, por sua vez, trazem a possibilidade de eles conhecerem um pouco dessas áreas e tornando possível o início de um projeto científico”, explica.

Para o aluno do 2º período do curso de Biomedicina, Alessandro de França Santos, o conhecimento adquirido na palestra pode ser usado nas atividades do curso e as demonstrações de pesquisas que foram feitas auxiliam nas disciplinas práticas. “Saber como o biofilme atua ajuda a entender melhor e a procurar medicamentos que possam atuar nesse problema. Participar do seminário foi muito enriquecedor”, diz.

 

 

Compartilhe: