V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Programa de Pós-Graduação em Educação da Unit realiza aula inaugural

A palestra contou com a participação de Fernanda Marinho Kray, educadora e pesquisadora de Boston

às 13h30
Compartilhe:

O Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Tiradentes realizou na última quarta-feira, 27, a aula inaugural e reuniu alunos de iniciação científica, mestrado e doutorado da instituição de ensino. O evento foi realizado na sala 24 do Bloco F, do Campus Aracaju Farolândia da Unir e discutiu a temática “Transpondo Barreiras: possíveis interpretações sobre os Sistemas Educacionais Brasileiro (SE) e Americano (MA)”.

“A aula inaugural marca o início do semestre letivo no PPED e, normalmente, um convidado externo realiza uma palestra. É um momento em que temos a possibilidade de reunir os alunos que recentemente foram aprovados no processo seletivo e os que estão com o mestrado e o doutorado em andamento”, comenta a professora doutora, Simone Amorim, docente do Programa de Pós-Graduação em Educação.

A iniciativa tem como finalidade contribuir e fomentar pesquisas que ajudem a aprimorar o pensamento crítico dos discentes, fomentar políticas públicas e impactar os sujeitos da educação. “Estamos, também, investindo fortemente no processo de internacionalização a fim de construir pontes que nos permitam aprimorar práticas, reflexões teóricas e contribuir para a troca de experiências especialmente no que diz respeito à formação de professores”, salienta.

A aula contou com a participação de Fernanda Marinho Kray, da Universidade de Massachusetts em Boston (EUA). Por videoconferência, a educadora, pesquisadora e consultora educacional tem desenvolvido trabalhos significativos para a comunidade acadêmica, especialmente na área de formação de professores através do desenvolvimento de currículo e liderança educacional.

“É uma temática bastante relevante porque tem o propósito de mostrar aos nossos alunos a possibilidade de pensar de maneira mais ampla, refletir sobre a educação e seus problemas em outro contexto, o dos Estados Unidos, de maneira a solidificar nossas certezas e dirimir incertezas sobre o próprio contexto brasileiro”, enfatiza a docente.

“Através da experiência de sua formação como consultora educacional e do seu trabalho realizado no Departamento de Educação no exterior, a palestrante contribuiu para que possamos pontuar algumas questões dentro do contexto educacional, comparando como funciona o sistema educacional dos Estados Unidos, mais especificamente em Massachusetts, com o do Brasil, a partir de suas diferenças e similaridades”, finaliza Simone.

Compartilhe: