V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Qual o primeiro passo para participar da Iniciação Científica?

A primeira coisa a ser feita é a formulação de um pré-projeto contendo um tema, objetivos e metodologia da pesquisa.

às 11h34
Imagem: Freepik
Imagem: Freepik
Compartilhe:

A Iniciação Científica é um programa institucional que permite introduzir os estudantes de graduação  na pesquisa científica. Um dos principais objetivos da IC é a formação de recursos humanos qualificados além de despertar vocações para a ciência e incentivar talentos potenciais na graduação. Os programas privilegiam a participação ativa de alunos em projetos de pesquisa com qualidade acadêmica, mérito científico e orientação adequada, individual e continuada.

O primeiro passo para participar da Iniciação Científica é escrever um pré-projeto. É nele que o aluno vai dizer o que pretende com a pesquisa proposta. Em geral, o pré-projeto deve ter um tema, objetivos e metodologia da pesquisa. Além disso, é essencial que seja original, relevante e viável. Toda proposta deve estar vinculada à participação de um docente (orientador) da modalidade presencial da universidade com título de doutor ou mestre expedido por um programa de pós-graduação Stricto sensu, reconhecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).

As propostas de pesquisa devem contemplar estudos voltados aos desafios tecnológicos, apresentando ações conjuntas com organizações do setor produtivo, com contrapartida destas, e ações de transferência de tecnologia, bem como identificação de produtos ou processos inovadores. Em geral, os pré-projetos são compostos pela introdução, na qual é apresentado um resumo da pesquisa; objetivo, apontando o que será pesquisado e qual problema deverá ser resolvido ou qual questão será respondida; justificativa, parte na qual explica-se o porquê da pesquisa, falando objetivamente sobre o assunto e qual alcance se propõe.

É importante que o documento conte também: referencial teórico, onde descreve-se a relevância teórica da pesquisa com base no que já existe publicado sobre o tema; metodologia, ou seja, a estratégia de desenvolvimento da pesquisa, seja por análise de dados, comparativos, análises de campos, entrevista, entre outros. Por fim, apresenta-se no pré-projeto um cronograma com a definição de tarefas, com datas e prazos para sua execução; e bibliografia, livros que deverão ser consultados e utilizados ao longo do trabalho, a título de referência teórica.

Com o documento finalizado, o estudante deve submetê-lo à análise da universidade, por meio de edital de seleção em um dos programas de Iniciação Científica oferecido pela universidade, seja voluntário ou com bolsa. A análise e seleção das propostas acontece em quatro etapas: Análise da proposta (eliminatória), produção científica do orientador (classificatória), qualificação do projeto de pesquisa (classificatória) e classificação das propostas.

 

Leia também: De voluntário à bolsista em projeto de pesquisa sobre Parkinson

Compartilhe: