V E S T I B U L A R UNIT
MENU

“Ser IC foi importante para mim”, declara estudante de Engenharia Química

Para o aluno de Engenharia Química, Unit oferece possibilidades para adquirir conhecimento prático e científico.

às 11h18
O aluno de Engenharia Química da Universidade Tiradentes (Unit), David Elisiário Macêdo Guimarães.
O aluno de Engenharia Química da Universidade Tiradentes (Unit), David Elisiário Macêdo Guimarães.
Compartilhe:

“Ser IC foi importante para mim, pois me ajudou a escolher o que quero para o futuro e a entender como funcionam os processos”. A declaração é do aluno de Engenharia Química da Universidade Tiradentes (Unit), David Elisiário Macêdo Guimarães, referindo-se à Iniciação Científica (IC). Ainda no Ensino Médio, ele se interessou pelas possibilidades que o curso oferece e reconhece a importância da Iniciação Científica para o desenvolvimento da Pesquisa.

No início do curso, ele ainda não sabia qual área escolher. “Com os anos de curso, eu conheci muitas áreas interessantes e a IC foi importante para o meu conhecimento de áreas importantes, como a pesquisa e o processo de alimentos. Tive interesse desde que conheci essa extensão na Unit, no 2° período, e desde lá continuo até agora”, contou.

Para ele, a Iniciação Científica proporcionou conhecimento prático e o desenvolvimento de projetos que impactarão positivamente o meio ambiente e a população. “Foi uma experiência muito boa e enriquecedora. É uma ótima iniciação à pesquisa, para obter uma base antes de ingressar em estágios. Meu primeiro projeto foi relacionado ao uso de hormônios e antibióticos nos criadouros de camarão e a identificação destes com um novo kit analítico mais barato e sustentável. Sempre pensando na economia e na Engenharia Verde, a Iniciação Científica nos dá valores essenciais para sermos engenheiros ou atuantes de outras áreas que envolvam o meio ambiente”, disse David.

De acordo com ele, o aprendizado obtido durante a graduação está conectado com o conhecimento adquirido fazendo pesquisa. “Além de te oferecer as horas extras necessárias para a sua formação, também te dá projetos para serem inseridos em seu currículo, certificados como o da SEMPESq, e a chance de ser autor ou coautor de artigos em revistas nacionais ou internacionais, o que também pode ser inserido no currículo. Ou seja, é bastante bagagem que se ganha”, disse ele.

Para o futuro, David já tem planos. “Pretendo seguir mestrado, além de prestar concursos públicos na área de Engenharia Química e sempre ficar de olho no mercado”, concluiu.

 

Leia também: Docente da Unit está entre os melhores cientistas do mundo na área de Farmácia

Compartilhe: