V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Setembro Amarelo: professores do curso de Psicologia realizam ação

O intuito foi levar à comunidade acadêmica a discussão sobre suicídio e apresentar soluções, a fim reduzir o número de pessoas com esse tipo de problema

às 22h45
Compartilhe:

O cuidado com a saúde mental é um compromisso de todos, contudo, assuntos voltados ao suicídio atualmente ainda é um tabu. Por esse e outros motivos, profissionais do curso de psicologia da Universidade Tiradentes – Unit – estão se surpreendendo com os números crescentes de universitários com este tipo problema.

Com base nessa problemática, os cursos da área da Saúde, Psicologia, Enfermagem e Medicina da instituição, realizaram uma roda de conversa no minishopping do campus Farolândia sobre a Prevenção do Suicídio, contemplando a companha do setembro amarelo, no último dia 18.

O intuito da roda de conversa foi chamar a atenção da comunidade acadêmica para o suicídio. De acordo com dados epidemiológicos apresentados pelos professores do curso de Psicologia, os números de universitários com esse tipo de problema vêm crescendo cada vez mais. Para a professora Jamile Figueiredo, o suicídio é algo que é perceptível e presente na cultura de um povo.

“Por isso, é necessário se preocupar mais. Faz parte da realidade humana. Enquanto profissionais da saúde mental, precisamos nos engajar a desenvolver estratégias para prevenir e cuidar dessas pessoas”, afirma.

Roda de conversa

O evento contou com a participação da psicanalista, professora Petruska Passos, que após falar sobre o manejo clínico e os aspectos preventivos de suicídios presentes na Universidade Tiradentes, abriu debate voltado para os fatos apresentados. De acordo com ela, a roda de conversa levou informações desconhecidas aos acadêmicos.

“O profissional que entende do assunto sabe da importância e do impacto desses eventos na vida de um sujeito. Portanto, além do cuidado que temos ao falarmos sobre esse tema em eventos coletivos sociais, apresentamos alguns tratamentos encontrados na Clínica de Psicologia da Unit, que é referência no estado de Sergipe. Contudo, alguns alunos da instituição que precisam desse atendimento, ainda não conhecem nossos serviços”, explica.

As alunas do 9º período do curso de Psicologia, Andrea Gama de Barros, Kathllen Kendra Rocha Silva e Patrícia Milanez de Sena apresentaram dados epidemiológicos de Aracaju, contextualizaram a história do suicídio voltada para os aspectos sociológicos e finalizaram explicando sobre a manifestação dos fenômenos no âmbito social.

Comportamento

Um suicida pode apresentar algumas características e sintomas que variam de acordo com sua personalidade. Alguns comportamentos apontam que o indivíduo está em um sofrimento mental, como variação de humor, mudanças no pensamento, consumo abusivo de bebida, drogas e/ou remédios, faltas na escola/faculdade e no trabalho, entre outros.

 

Compartilhe: