V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Sob novas regras

Termina na próxima quinta-feira, 22, a primeira etapa da campanha instituída pelo Conselho Federal de Medicina cujo objetivo é a reformulação do Código de Ética Médica

às 20h02
Por meio do site do Conselho Federal de Medicina, qualquer indivíduo ou entidade organizada pode lançar sugestões que contribuam para a elaboração de um novo código. A campanha iniciada em julho conta com a participação efetiva dos Conselhos Estaduais que se empenham na disseminação da informação junto à sociedade local.
OCorregedor do CRM de Sergipe, doutor Hyder Aragão de Melo
OCorregedor do CRM de Sergipe, doutor Hyder Aragão de Melo
Compartilhe:

É necessário apenas que o participante selecione o tipo de cadastramento que deseja efetivar entre as opções “Médico” ou “Entidade da sociedade civil”. Feito isso, é solicitado alguns procedimentos que de forma rápida e segura permitem a participação do cidadão na melhoria do documento que rege a atuação do médico.

Em cada estado o CRM está responsável pela divulgação da campanha, e em Sergipe, o Corregedor do Conselho Regional de Medicina de Sergipe, doutor Hyder Aragão de Melo, convida a sociedade a dar sugestões para a elaboração de um novo código que atualize a conduta do profissional de Saúde. Especialista em Terapia Intensiva, doutor Hyder salienta que é indispensável a participação das pessoas porque a necessidade de reformulação do Código (a última mudança ocorreu há seis anos) advém das mudanças sociais. “O médico terá de adequar o seu processo ético a essas novas realidades. Não podemos pensar com a cabeça de seis anos atrás”, lembra o corregedor ao citar que a dinâmica contemporânea está diretamente atrelada ao uso das mídias sociais, e que estas se desenvolveram muito nos últimos anos.

“Apesar de a sociedade de forma geral achar que a classe médica é corporativista, o Código de Ética Médica é o responsável pelo julgamento do médico dentro dos Conselhos. E é para aprimorar esse código que estamos pedindo que a sociedade nos ajude a formular um novo”, diz o doutor Hyder. Ele exemplifica dizendo que se o médico está agindo errado por algum motivo, a opinião da sociedade, contribuindo para a elaboração de um novo código, é que vai enquadrar o profissional em uma nova realidade prática.

medicina

Compartilhe: