V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Unit brilha na Pedagogia

Quase 50% das vagas oferecidas pelo SESC/SE para o curso de Pedagogia, são preenchidas por alunos da Unit

às 18h28
Das 20 vagas oferecidas pelo SESC/SE para o curso de Pedagogia, por meio do processo seletivo de estagiários para o exercício 2016, sete são preenchidas por alunos da Unit
Da esquerda para a direita: Valdelice, Daiane, professora Viviane,  Roberta,  Lígia, Ana Paula,  Jocivânia e  Diana
Da esquerda para a direita: Valdelice, Daiane, professora Viviane, Roberta, Lígia, Ana Paula, Jocivânia e Diana
Compartilhe:

“O resultado enche de orgulho a comunidade acadêmica e professores do curso”, diz a coordenadora dos cursos de Pedagogia e História, professora Viviane Andrade de Oliveira Dantas. Ela acrescenta que 42 pessoas de diversas instituições sergipanas concorreram às vagas e afirma que o resultado é uma demonstração inequívoca do compromisso da Universidade Tiradentes em capacitar os seus alunos para o exercício da profissão. “Esse processo vai permitir aos nossos alunos adquirir competência e habilidade para o mercado de trabalho”, acrescenta a professora.

Veja como ficou a distribuição das alunas aprovadas e o que diz cada uma delas sobre as oportunidades que terão, a partir de agora, de colocar em prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula.

Para o ensino fundamental, com atuação no SESC Siqueira Campos, foram selecionadas as acadêmicas Diana Galvão de Barros Lima e Roberta Aparecida dos Santos. Para Diana, a experiência é enriquecedora. “Na prática, estamos vivenciando o que é realmente a Pedagogia com novas experiências e com alunos que merecem atenção redobrada. E isso só conseguimos com a orientação de professores experientes que vão passando para nós, em sala de aula, todo o embasamento teórico necessário para o desenvolvimento das nossas habilidades”, confessa a aluna.

Roberta Aparecida dos Santos é daquelas alunas que trazem consigo a convicção de ter feito a escolha do curso certa desde o início. Agora no 7º período e aprovada no estágio do SESC com atuação no ensino fundamental, desenvolvido na unidade do Bairro Siqueira Campos, ela, que já estagiou na educação infantil, acredita que vive um novo momento. “Através do estágio estou vendo de forma prática o cotidiano do curso escolhido”, diz a acadêmica, que está trabalhando com alunos especiais.

Cursando o 7º período, Maria Valdelice dos Santos é a única candidata aprovada para o desenvolvimento das suas atividades na educação infantil no SESC Socorro. “Já havia feito um estágio na rede pública de município e posso perceber, apesar de tão pouco tempo nesse novo estágio, que sendo a metodologia do SESC construtivista, terei melhores oportunidades de pôr em prática tudo o que tenho aprendido”, relata.

Com estágio em desenvolvimento no SESC por meio do projeto intitulado Caravana da Esperança, desenvolvido na Paróquia Nossa Senhora da Conceição, no Mosqueiro, a acadêmica de 5º período Ana Paula dos Santos salienta sua satisfação com o aprendizado que vem obtendo a partir do momento em que escolheu fazer o curso de Pedagogia. “Minha vida deu uma guinada a partir de então porque se abriu um leque muito grande de oportunidades”.

Daiane Cruz Pereira da Silva, também no 7º período, revela sua ansiedade em poder estagiar no SESC. “É uma metodologia de trabalho que nos estimula a ensinar a crianças carentes a aprenderem a ler e a serem cidadãs” diz, sem se esquecer de frisar a competência dos seus professores, grandes responsáveis pela formação profissional.

Lígia Moura dos Santos está cursando o 5º período e reconhece que a chance de estagiar em uma instituição como o SESC por meio do reconhecimento dos seus próprios méritos é muito significativo em sua formação. “Esse é o começo do meu futuro porque todas nós, enquanto alunas, almejamos por um estágio que permita o desenvolvimento das nossas habilidades”, diz a acadêmica, que trabalha com crianças na faixa etária dos seis aos 12 anos.

A aluna Jocivânia Prata Santos também faz estágio na Paróquia do Mosqueiro. No 5º período do curso, ela reconhece a oportunidade como de grande valia. “Estou indo além! É muito bom e de certa forma muito fácil porque temos professores capacitados aqui na Unit que nos mostraram o caminho e nos estimulam a abrir novas portas”, conclui a acadêmica.

 

Fotos – Marcelo Freitas

Compartilhe: