V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Uma década de PEP

Universidade Tiradentes celebra 10 anos do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Processos no Museu da Gente Sergipana

às 20h05
Professores, pesquisadores, egressos, convidados e representantes de instituições ligadas ao desenvolvimento tecnológico no Estado de Sergipe participaram na tarde dessa segunda-feira, 1º de junho, no auditório do Museu da Gente Sergipana, da programação alusiva aos 10 anos do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Processos da Universidade Tiradentes. Na oportunidade o professor doutor Renilado Giudici, presidente da Comissão de área de Engenharia II da Capes, proferiu palestra de abertura.
Doutor Álvaro Silva Lima - Foto: Marcelo Feitas
Doutor Álvaro Silva Lima - Foto: Marcelo Feitas
Reitor da Unit preside a solenidade - Foto: Marcelo Feitas
Auditório lotado com convidados, egressos, palestrantes e docentes - Foto: Marcelo Feitas
Diego Melo Costa , trajetória de sucesso
Compartilhe:

“Nesse momento comemoramos os 10 anos do stricto sensu da Unit, nomeadamente o Programa de Engenharia de Processos, o primeiro mestrado do Estado em Engenharia”, ressalta o professor Álvaro Silva Lima, coordenador do PEP.

Já durante a manhã da terça-feira, 2, aconteceram nas dependências do Campus Aracaju Farolândia reuniões dos grupos de trabalho dos programas apoiados pela CAPES/Fapitec que são o Promove (de mobilidade acadêmica) e o Pronem (de grupos emergentes nas áreas de separação, bioprocessos e de eletroquímica).  À tarde, para encerrar a programação comemorativa ao décimo aniversário do PEP, foi realizado, em um dos auditórios do bloco G no Campus Farolândia, o encontro dos egressos, seguido de mesa-redonda e palestras com renomados professores no cenário nacional de Engenharia de Processos.

“A oferta de forma pioneira do stricto sensu em Engenharia de Processos pela Unit representa a chance de todos os alunos da área terem a possibilidade de continuar seus estudos avançados aqui. Hoje temos diversos egressos atuando em várias indústrias, não somente dentro do Estado de Sergipe, mas na região Nordeste”, afirma o professor Álvaro.

Diego Melo Costa é um desses exemplos de sucesso citados pelo coordenador do PEP. Egresso da Unit nos cursos de graduação, mestrado e doutorado, hoje atua como docente na própria instituição. “Entrei através do PEP, que me proporcionou abrir as portas profissionalmente. Participei da evolução do programa e observo com muita satisfação o patamar que já alcançamos, consciente de que ainda há muito a ser feito”, pondera Diego.

“A Engenharia de Processos foi o programa precursor da pós-graduação stricto sensu do Grupo Tiradentes. Chegou como força motriz e até como um processo pedagógico, nos ensinando e aprendendo a maneira como fazer pós-graduação numa instituição privada no Nordeste”, revela o assessor da Superintendência Geral do Grupo Tiradentes, professor Temisson José dos Santos,que era pró-reitor de Pesquisa e Extensão da Unit na época da aprovação do PEP.

A atual diretora de Pesquisa e Extensão, professora Ester Fraga Vilas-Bôas Carvalho do Nascimento, salienta que 2015 é um ano especial da pesquisa e da pós-graduação stricto sensu da Universidade Tiradentes, em especial do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Processos. “A partir da implantação do PEP foram implantados mais quatro programas em áreas também estratégicas, não somente para Sergipe, mas para a região nordeste: Saúde e Ambiente, Educação, Biotecnologia Industrial e Direito”, comenta a professora Ester.

“Durante os primeiros dez anos de atividade, os cinco programas de pós-graduação stricto sensu formaram 388 mestres e 35 doutores, totalizando 423 profissionais altamente qualificados. Desses, o PEP contribuiu com 86 mestres e 21 doutores”, destaca a diretora de Pesquisa e Extensão da Unit.

Acesse aqui para ver outras fotos do evento.

Compartilhe: