V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Unit participa de Dia D da inclusão da pessoa com deficiência

Dia D aconteceu nacionalmente na última sexta-feira,29. Em Sergipe, teve parceria com o NAT e ofereceu 285 vagas em 30 empresas, incluindo a Unit

às 18h32
Por ainda ser um desafio inserir pessoas com deficiência – PCD – no mercado de trabalho, aconteceu na última sexta-feira, 29, o ‘Dia D da Inclusão de PCD’.  Realizado pela Secretaria de Estado da Inclusão Social – Seidh – e Núcleo de Apoio ao Trabalhador –NAT –, a Universidade Tiradentes – Unit – também somou esforços.
O estudante Emerson Sousa cadastrou seu currículo na Unit
O estudante Emerson Sousa cadastrou seu currículo na Unit
Equipe do Departamento de Gente e Carreira da Unit
Dia D recebeu centenas de pessoas com deficiência
Compartilhe:

Dentre as 30 empresas cadastradas, a Unit também participou do Dia D dando ênfase às vagas voltadas ao público em questão. “Sempre comprometida com responsabilidade social, a Unit é, inclusive, reconhecida por estar engajada na sociedade sergipana e não poderia ficar de fora desse evento tão importante voltado para a empregabilidade de pessoas com deficiência. Hoje é um dos trabalhos que desenvolvemos ao longo do ano com esse foco”, afirma a analista do Departamento de Gente e Carreira da Unit Mariana Bandeira.

O destaque do Dia D deste ano foi a ampliação de oferta de vagas de trabalho formal para PCD. Segundo o secretário da Seidh Zezinho Sobral, o evento potencializa a inserção de pessoas com deficiência no mercado de trabalho e ainda faz um trabalho amplo de conscientização. “Esse é um momento importante de somatório de esforços, afinal, são 30 empresas ofertando um total de 285 vagas que estão esperando cada um que quer se sentir pleno enquanto cidadão, inserido na sociedade”, afirma.

Eficientes

Estima-se que, atualmente, Sergipe possua 500 mil pessoas com deficiência e Emerson Sousa compõe esse quadro. “Como a Unit está acolhendo quem é PCD comprovada, essa é uma oportunidade de trabalho para mim que sou quase recém-formado em Arquitetura e Urbanismo, ainda sem perspectiva na minha área. Então, o que tiver de vaga também que acolha essa minha deficiência, será valioso”, revela Emerson que tem deficiência auditiva bilateral.

No Dia D, o candidato fez cadastro no NAT e já saiu com uma carta de encaminhamento para participar de pré-seleção em pelo menos três empresas cadastradas.

A coordenadora estadual do trabalho e emprego da Seidh, Sandra Magna, explica que o Dia D é uma paralisação nacional. “A nossa preocupação era firmar parcerias para proporcionar vagas e oportunidades ao público. A ideia é que as pessoas saiam com três encaminhamentos, já que 30 empresas fizeram o processo de pré-seleção”, informa.

Compartilhe: