V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Unit recebe campeão olímpico mundial de natação

César Cielo conversa com acadêmicos e revela um pouco da sua trajetória de sucesso na natação

às 18h06
Campeão olímpico dos 50 metros livre nos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008, em que também conquistou uma medalha de bronze nos 100 metros livres, o nadador brasileiro César Cielo participou na manhã do sábado, 10, em companhia de dois dos seus técnicos, de uma palestra no auditório do bloco G, no Campus Farolândia.
O atleta compõe a mesa
O atleta compõe a mesa
O doutor Charles e o processo de planejamento
O doutor Aoki fala sobre o trabalho em equipe
A interação com os alunos através de perguntas e respostas
Os doutores Aoki e Charles em companhia do atleta César Cielo
Compartilhe:

Durante o encontro com os acadêmicos, Cielo, que é considerado atualmente o maior nadador da história da natação brasileira, falou da sua experiência, respondeu às perguntas formuladas pelo público e destacou que é difícil apontar os fatores que contribuem para a formação de um campeão. Contudo, ressaltou que entre tantos fatores há que se considerar a família, o empenho do atleta e o desejo de atingir os seus objetivos. “A falta de qualquer um desses três fatores pode atrapalhar muito. Você obtém algum resultado, mas não a excelência”, disse o campeão. “Eu tive a felicidade de contar com o apoio da minha família desde pequeno”, acrescentou lembrando que começou aos oito anos no vôlei, esporte em que permaneceu até os 13 anos.

Destinada a alunos de Educação Física, Nutrição e Fisioterapia, além de acadêmicos convidados de outas IES sergipanas, a palestra cujo tema foi “Preparação integrada do campeão olímpico: o papel da equipe multidisciplinar” foi proferida primeiramente pelo nutricionista doutor Marcelo Saldanha Aoki. Graduado em Educação Física e Nutrição e mestre e doutor em Biologia Celular Tecidual pela USP, o doutor Marcelo destacou a importância do time, bem como que é necessário estar estruturado para dar o suporte ao atleta.

“Nos últimos ciclos olímpicos realizados aqui no Brasil, o governo investiu na preparação de alguns atletas, principalmente aqueles que obtêm mais resultados. Com o plano Brasil Medalhas, cada atleta que obtém resultado internacional adquire o direto de montar uma equipe multidisciplinar”, ressaltou Aoki.

Em seguida, o doutor Charles Ricardo Lopes, graduado e doutor em Educação Física, mestre e doutor em Biodinâmica do Movimento Humano pela Unicamp, discorreu sobre as condições ideais para a formação de um atleta. “Falamos sobre o processo do planejamento de preparação física. Apontamos quais sejam os pré-requisitos para que se possa trabalhar com preparação física de qualquer modalidade, seja ela coletiva ou individual para o atleta iniciante ou de alta performance”, salienta o doutor Charles.

Compartilhe: