V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Espaços de memória

Pelo segundo ano consecutivo, a coordenação do curso de História realiza o 2º Encontro cultura e memória: Sergipe em foco

às 19h08
O encontro, aberto oficialmente na noite dessa terça-feira, 8, teve como palestrante a professora universitária do Departamento de Museologia da UFS, Verônica Maria Meneses Nunes. Nesta versão, os destaques são os espaços de memória do estado de Sergipe como o Instituto Histórico e Geográfico; Arquivo Público; Biblioteca Epifânio Dória; Museu Afro; Museu de Arte Sacra; e Museu Histórico de Sergipe.
Verônica Maria Meneses Nunes, preocupada com a preservação dos museus
Verônica Maria Meneses Nunes, preocupada com a preservação dos museus
Uma das cenas espetáculo do grupo Candace
O acadêmico Mateus Ramos, contente por participar do evento
A coordenadora de História, professora Viviane Dantas recebe a palestrante
Compartilhe:

Graduada em História pela Universidade Federal de Sergipe e mestre em Memória Social e Documento pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, a palestrante possui vasta experiência de pesquisa em História Cultural com ênfase na área da religiosidade e do patrimônio cultural sergipano.

“Passo aos acadêmicos da Unit uma noção de memória associada à questão dos museus. Essa é uma discussão que ocorre no mundo desde a década de 1980 sobre os museus como lugar de memória”, afirma a palestrante exemplificando quais espaços guardam os museus, quais são os tipos e que territórios podem ser pensados a partir das memórias que são preservadas nos museus.

Para a coordenadora do curso de História, professora Viviane Dantas, a realização do 2º Encontro cultura e memória fortalece o curso e os alunos, que se sentem estimulados a realizarem um novo projeto. “Isso é importante porque o nosso intuito é falar sobre a história de Sergipe. Por isso trazemos nesse encontro os espaços de memória”, explica a docente.

O acadêmico Mateus Ramos de Oliveira participa pela primeira vez do evento e se sente empolgado de poder contribuir com as ações. “Tenho grandes expectativas de poder contribuir de forma prática para o conhecimento da cultura sergipana”, revela.

A programação do 2º Encontro cultura e memória foi abrilhantada pelo grupo Candace, formado por alunos do próprio curso, e prossegue na noite desta quarta-feira, 9, com uma exposição no minishopping do Campus Centro e uma roda de conversa sobre o Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe.

Participe!

historia

Compartilhe: