V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Serviço Social: empregos crescem com novas políticas do Brasil

Profissional planeja e executa políticas públicas e programas sociais

às 21h10
Qualquer que seja a desigualdade, sempre haverá um assistente social de prontidão para lutar contra ela. Analisar a realidade social a partir de uma perspectiva crítica e se dedicar ao trabalho em favor da população marginalizada, excluída, privada de direitos é o que move este profissional. Se você não consegue se acostumar aos desequilíbrios da sociedade, o curso de Serviço Social é a sua melhor opção de carreira.
Compartilhe:

Com uma grade curricular que inclui disciplinas ligadas à Sociologia, Teoria Política, Filosofa e Economia, o Serviço Social permite que o profissional planeje e execute políticas públicas e programas sociais voltados para o bem-estar coletivo.

Desde o início, o estudante realiza trabalhos de campo em comunidades e em diversos espaços institucionais e sociais. Nesses espaços, busca-se o fortalecimento das relações sociais, a partir de políticas que promovam a igualdade entre os indivíduos e a justiça social.

Entre as características dos alunos que querem cursar Serviço Social estão habilidade de relacionamento interpessoal; manter-se neutro em relação à situação dos indivíduos; equilíbrio emocional; e a busca por conhecimentos da realidade sócio-econômica e política do País.

Oportunidades

SERVICO_SOCIAL

Por conta da desigualdade de renda e do crescimento de políticas de inclusão e de acesso aos serviços básicos, existe uma demanda crescente por assistentes sociais no Brasil. O profissional também tem sido bastante procurado para atuar em equipes multidisciplinares. A área da Saúde, por exemplo, apresenta uma demanda crescente.

De acordo com o Conselho Federal de Serviço Social, a maior parte dos assistentes sociais trabalha na esfera pública, seja ela municipal, estadual ou federal. As oportunidades estão em Tribunais de Justiça, Centros de Referência Especializados de Assistência Social, hospitais, unidades básicas de saúde, INSS, entre tantos outros.

Há também oportunidades em empresas privadas para trabalhar, além dos departamentos de recursos humanos, com desenvolvimento de planejamento estratégico, gerenciamento participativo e programas de prevenção de riscos sociais. O assistente social pode ainda trabalhar como autônomo, prestando consultoria sobre políticas sociais; ou em ONGs.

Compartilhe: