V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Após pandemia, programas de internacionalização são reinventados

Sem precisar viajar, alunos do Grupo Tiradentes têm chance de participar das atividades de internacionalização através de formatos virtuais

às 23h14
Além de disciplinas e programas virtuais de mobilidade, os alunos podem concorrer a bolsas para estudar parte do curso no exterior (Acervo Unit)
Além de disciplinas e programas virtuais de mobilidade, os alunos podem concorrer a bolsas para estudar parte do curso no exterior (Acervo Unit)
Compartilhe:

Participar de um dos programas de internacionalização oferecidos pelo Grupo Tiradentes tem se tornado cada vez mais fácil e parte do cotidiano dos alunos de qualquer uma das unidades em Sergipe, Alagoas e Pernambuco. A mobilidade internacional agora pode ser feita tanto presencial quanto virtualmente, a internacionalização em casa tem trazido grandes oportunidades. Os alunos podem concorrer a bolsas que lhes ajudem com os custos de estudar no exterior, sejam elas integrais ou parciais. 

No entanto, existem outras opções que também tornam esse sonho possível e contribuem para a formação acadêmica dos estudantes. As mudanças provocadas pela pandemia de Covid-19, permitiu uma reinvenção dos projetos de Internacionalização, principalmente com a realização de aulas virtuais, via internet. Isso deu um novo sentido à sala de aula, na qual os alunos marcam presença permanente, participando e protagonizando discussões internacionais, de uma maneira muito dinâmica, sejam oriundas de aulas em seu próprio idioma ou nos dos colegas estrangeiros. 

De acordo com a professora Renata Costa Mindello, coordenadora de Relações Internacionais do Centro Universitário Tiradentes (Unit Pernambuco), “cada vez mais discentes têm optado pela mobilidade internacional virtual, modalidade que permite ao aluno cursar algumas disciplinas em Instituições de Ensino Superior estrangeiras parceiras de maneira remota, dando a oportunidade de viverem experiências internacionais no mesmo local onde vivem, gratuitamente”.

Ela acrescenta que o modelo de mobilidade acadêmica virtual é benéfico, principalmente para aqueles estudantes que não possuem condições de arcar com os custos de uma viagem e permanência no exterior. 

Novas oportunidades 

Somam-se a esses modelos outras novas oportunidades de internacionalização desenvolvidas nesse sentido, que colocam os profissionais e alunos de outros países em contato com os alunos e professores do Grupo Tiradentes. Tudo isso em formato totalmente online e sem custos adicionais.

Um exemplo é o das classes-espelho, que são disciplinas colaborativas com Instituições de Ensino Superior estrangeiras que têm currículos idênticos ou disciplinas com conteúdos similares. Outro exemplo é o Global Health Program, um programa desenvolvido em conjunto com o Cambridge Health Alliance, sediado em Massachusetts (EUA) e voltado para estudantes dos cursos de Medicina e Saúde.

O Tiradentes Institute, que viabilizou esta parceria, desenvolveu também um Ciclo de Palestras com várias rodadas abertas a todos os alunos, colaboradores e docentes das instituições de ensino do Grupo. “Ele acontece todos os semestres e consiste em palestras dos mais variados temas com especialistas ligados a Boston, nos EUA, onde o nosso Instituto está localizado. Essas são apenas algumas das atividades promovidas pelo Grupo Tiradentes, que ajudam a promover a missão de inspirar os alunos a expandirem seus horizontes”, conclui Renata. 

Asscom | Grupo Tiradentes

Compartilhe: